O câncer de mama afeta milhares de mulheres em todo mundo. Não é à toa que foi escolhida uma data específica – o dia de hoje – para alertar sobre a importância da realização do diagnóstico precoce, normalmente feito através da mamografia bilateral.

Mamografia bilateral pode salvar vidas

A mamografia bilateral é uma ferramenta de triagem utilizada para verificar se há anormalidades no tecido mamário. São usados aparelhos de raio X, que criam a imagem de cada uma das mamas. É um instrumento valioso na detecção precoce do câncer de mama. 

Um estudo publicado na revista Cancer descobriu que o rastreio mamográfico regular é capaz de salvar vidas, especialmente porque possibilita detectar o câncer de mama em seus estágios iniciais.

É verdade que sempre houve debate sobre os problemas de exames que usam aplicação de radiação eletromagnética. Mas hoje já existem métodos de imagem refinados, com exposição diminuída à radiação.

A Sociedade Brasileira de Mastologia indica que o exame  deve ser feito por mulheres anualmente, a partir dos 40 anos. Ele pode identificar várias anormalidades da mama. Quando detectados tecidos atípicos e densos, incluindo massas, é possível solicitar testes adicionais para determinar a causa – como uma ressonância magnética, por exemplo.

Mulher fazendo o exame de mamografia bilateral.
Mamografia bilateral detecta anomalias no tecido mamário. Foto: iStock, Getty Images

Outras formas de detectar o câncer de mama

Quanto mais cedo o câncer de mama receber diagnóstico, melhores são as chances de conseguir um tratamento com bons resultados. Por isso, além de fazer uma mamografia anualmente, é importante ter outros cuidados, como verificar seus seios com regularidade.

A American Cancer Society indica que o autoexame é opcional para as mulheres a partir de seus 20 anos. Para realizá-lo, é melhor esperar três a cinco dias após a menstruação.  Isso porque as mudanças hormonais podem causar um espessamento temporário em seu peito, que vai embora depois de poucos dias.

Primeiro, olhe para qualquer alteração na forma ou simetria de seus seios de frente para o espelho. A próxima etapa do autoexame é mais fácil de fazer no chuveiro, com o uso do sabonete, para suavizar a pele.  

Use uma leve pressão para verificar se há caroços perto da superfície. Depois, uma pressão firme para explorar tecidos mais profundos. Esprema cada mamilo suavemente e veja se encontra um líquido.

Toda vez que você encontrar um nódulo novo ou incomum em sua mama ou sair líquido dos mamilos, vá ao médico para verificar. A maioria deles não são câncer. Além disso, há outros sintomas do câncer de mama que podem ser detectados.

Fique atenta ao inchaço de todo ou parte de um seio, mesmo se nenhum nódulo for sentido. Da mesma forma, verifique irritações da pele ou ondulações, dores na mama, retração do mamilo, vermelhidão, descamação ou espessamento da pele.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!