[the_ad_group id="16403"]
Nutrição > Vitaminas

Pau-doce ou uva japonesa: conheça os benefícios da fruta

Por Redação Fortíssima 20/02/2016

Se você passar por uma árvore de pau-doce, mais conhecida como uva japonesa, não esqueça de levar alguns frutos para casa. Essa planta muito comum possui muitos benefícios para a saúde e também pode ser usada de diversas formas na culinária.  

Identificando á arvore do pau-doce

A Hovenia dulcis é conhecida por diversos nomes. Os mais comuns são pau-doce ou uva japonesa. Porém, dependendo da região do país em que você estiver, pode ouvir falar em: passa-do-japão, passa-japonesa, macaquinho, pau-doce, pé-de-galinha, tripa-de-galinha, Banana-do-japão, bananinha-do-japão, caju-do-japão, caju-japonês, chico-magro, gomari, mata-fome, uva-da-china, uva-paraguaia e cajueiro-japonês.

pau-doce-doutissima-cc-by-sa-3

Esta é a árvore Hovenia dulcis, que dá a uva japonesa. Foto: Isfisk, CC BY-SA 3.0

Ela é normalmente associada ao Japão – como fica fácil perceber pelos nomes acima –, mas em realidade é originária das regiões montanhosas da China. É encontrada em várias outras partes da Ásia, como nas Coreias e na Índia, e também do Brasil, principalmente sul e sudeste, que possuem um clima propício para que ela se desenvolva.

O que realmente é diferente nessa planta são seus frutos. Eles são ramificados e retorcidos, possuindo uma colocação avermelhada. São doces quando maduros. Muitas pessoas associado seu sabor ao de maçãs.

Benefícios e usos da uva japonesa

Não bastasse ser muito gostosa, essa frutinha diferente é capaz de ter vários benefícios para a saúde. Ela tem sido usada na medicina tradicional chinesa há séculos para evitar ressacas. Tanto que em dezembro de 2008 a Food Korean & Drug Administration aprovou a Hovenia Dulcis como uma substância que pode proteger o corpo de álcool.

A principal razão para essa propriedade é sua composição, que tem um produto químico natural conhecido como ampelopsina ou dihydromyricetin. Conforme um estudo da Northwest A&F University, o sumo da planta pode ter efeitos benéficos na redução dos efeitos adversos do álcool – inclusive na proteção do fígado de danos decorrentes.

A fruta ainda contém uma segunda substância química, conhecida como quercetina. Ela possui propriedades antivirais e protege contra a inflamação. É conhecida também como um broncodilatador eficaz que irá ajudar a reduzir a liberação de histamina no corpo e todos os outros produtos químicos alérgicos. É usada ainda como um bom tratamento para o eczema e a fibromialgia.

Os efeitos anti-inflamatórios são os mais notáveis dentre as pessoas. Muitas dizem que a fruta é extremamente eficaz em reduzir a febre alta, e que também mostra boas taxas de sucesso funcionando como antiespasmódico – fator importante no tratamento de problemas gastrointestinais.

É possível consumir essa frutinha ao natural ou então usá-la em diversas receitas. Você pode usar o pau-doce e preparar uma calda, um bolo ou alguns pães, por exemplo. Para isso basta lavá-las bem, retirar as sementes e colocá-las em pratos doces ou salgados. Ela atua como se fossem uvas passas comuns, exceto pelo seu sabor que será exótico e delicioso.

E você, gosta da uva japonesa? Deixe um comentário com a sua opinião! E não esqueça de compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]