[the_ad_group id="16401"]
Bem-Estar > Motivação

Quem tem boca vai a Roma: mulheres que viajam sozinhas

Por Redação Fortíssima 28/03/2016

Cada vez mais independentes, as mulheres buscam oportunidades iguais e aprendem a aproveitar sua própria companhia. Entre as mudanças está o aumento no número daquelas que viajam sozinhas pelo mundo todo, comprovando o ditado que diz que “quem tem boca vai a Roma”.

Mas o caminho ainda é longo e exige mudanças. Além da falta de segurança de ir para alguns lugares sozinhas, elas ainda enfrentam preconceito quando decidem pegar a estrada sem a companhia de outras pessoas – principalmente de homens.

Quem tem boca vai a Roma

Viajar sozinha proporciona sensação de liberdade e independência. Foto: iStock, Getty Images

Quem tem boca vai à Roma, mesmo sozinha

Uma pesquisa realizada pelo Booking, serviço de acomodações e outros serviços de viagens, apontou que as viagens individuais aumentaram em mais de 100% nos últimos anos. E, de acordo com a Federação Brasileira de Albergues da Juventude, 55% dos hóspedes solitários são do sexo feminino.

Apesar disso, em alguns lugares ainda existe o preconceito e a insegurança de que uma mulher viajar sozinha é muito perigoso. Tudo depende das circunstâncias da viagem, como o destino e os cuidados adotados.

Quem viaja por conta própria garante que tem muitos benefícios. Além do tempo dedicado só para si mesma, estar desacompanhada permite um contato maior com a cultura local e estimula novas amizades. Além disso, é você quem dita o calendário e o ritmo da viagem, ficando mais disponível e receptível às experiências.

Quem tem boca vai a Roma

Dicas para viajar sozinha

Um dos cuidados mais importantes na hora de planejar a viagem é a escolha do destino certo, levando em consideração os seus objetivos e necessidades. Pesquise lugares que melhor atendam aquilo que você deseja – e que tenham estrutura para isso.

Quem tem boca vai a Roma? Sim, mas nem tudo se resolve só na vontade e no papo. O planejamento é fundamental e deve ser feito com a maior antecedência possível. Isso permite programar melhor o roteiro e conhecer todas as características do destino, evitando surpresas ou imprevistos.

E na hora de arrumar a mala, tente levar o mínimo possível. Lembre-se que você estará viajando sozinha e terá que se virar para carregar a bagagem. Seja objetiva e leve peças versáteis. Em casos de viagens estilo mochilão, essa dica é ainda mais importante, pois quanto mais leve a mala, mais prático o transporte.

Para garantir a segurança na viagem, principalmente no local onde vai se hospedar, procure avaliações e relatos de pessoas que já se hospedaram nos lugares, principalmente de mulheres. Assim você confirma se o hotel ou hostel é realmente confiável e tem uma noção de como será a sua experiência.  

Uma boa dica para quem viaja sozinha é se hospedar em hostel, pois ele proporciona o contato com pessoas de diferentes lugares do mundo. Além da experiência cultural, você também faz amizades e arruma companhia para passeios, e, quem sabe, até para os próximos destinos da viagem.

Por último, deixe o receio e a insegurança de lado. Os cuidados são necessários, mas quanto mais informações você tiver, menos riscos vai correr. Lembre-se quem tem boca vai a Roma e aos quatro cantos do mundo – e você é capaz de fazer isso sozinha.

E você, já viajou sozinha? Deixe um comentário! E não esqueça de compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]