Guia do Câncer > Saúde

O que causa nódulo na mama? Conheça 6 problemas possíveis

Por Redação Fortíssima 05/04/2016

É mais do que normal se preocupar quando você sente um nódulo na mama, mas também é importante não tirar conclusões precipitadas. A melhor saída é sempre melhor ligar para seu médico, agendar uma consulta e buscar um diagnóstico preciso.

Isso porque existem muitas causas para nódulos mamários, algumas delas realmente inofensivas. Além disso, a presença desse caroço incômodo nem sempre indica que você está com câncer.

Exame de nódulo na mama: categorias no resultado 

Os seios são feitos de gordura, nervos, vasos sanguíneos, tecidos conjuntivo fibroso e glandular, além de um sistema de produção de leite que está intrincado de lóbulos e tubos finos, responsáveis por levar a substância até o mamilo. Essa anatomia, em si, cria um terreno irregular.

O que costuma diferenciar um nódulo na mama benigno de um nódulo canceroso é o movimento. Quando cheio de fluído, ele rola entre os dedos, sendo menos provável um diagnóstico de câncer.

Quando duro e preso ao peito, as chances da doença aumentam. Contudo, essa é apenas uma característica geral, que deve ser confirmada a partir de exames específicos. A dor é outra regra de ouro para diferenciar os nódulos e suas possíveis causas.

O câncer de mama geralmente é indolor, mas condições benignas costumam causar desconforto. Mais uma vez, esse é apenas um indicativo, nada que deva levar você a definir conclusões precipitadas.

nódulo na mama

Nódulo na mama nem sempre é sinal de um problema mais sério. Foto: iStock, Getty Images

Causas mais comuns para um nódulo na mama

Caroços e nódulos benignos estão diretamente relacionados ao ciclo menstrual, período marcado por flutuações hormonais e acúmulo de líquidos. Ademais, protuberâncias e condições benignas da mama muitas vezes estão relacionadas a bloqueio dos dutos de leite, infecções e até mesmo lesões. Conheça algumas das causas mais comuns:

  • Alterações fibrocísticas

Costumam afetar quase metade de todas as mulheres. Os sintomas incluem um cisto redondo cheio de líquido. Tais mudanças são atribuídas à flutuação hormonal, capaz de aumentar conforme você se aproxima da meia-idade. Geralmente, desaparece na menopausa.

  • Cistos

Podem medir entre uma e duas polegadas de diâmetro. São sensíveis ao toque e cheios de fluído. Costumam ir e vir com o período menstrual, tornando-se maiores e mais macios no início e desaparecendo no final.

  • Fibroadenoma

São mais comuns em pessoas que usam pílulas anticoncepcionais antes dos 20 anos. São móveis sob a pele, redondos e duros como um mármore. Caso não encolha ou cresça ao longo do tempo, esse será um bom indicativo para o diagnóstico médico.

  • Necrose de gordura

Ocorre quando o tecido da mama está danificado por uma lesão, resultando na formação de protuberâncias redondas e firmes. É mais comum em mulheres com seios grandes, particularmente naquelas que são obesas.

Uma infecção do duto de leite capaz de criar uma irregularidade vermelha e quente, acompanhada de febre. Ela ocorre mais comumente em mulheres que estão amamentando, embora essa não seja uma regra.

  • Outros problemas menos conhecidos

Há outros problemas médicos capazes de causar nódulos mamários, embora menos conhecidos. Dentre eles estão a hiperplasia e o crescimento excessivo de células nos dutos mamários. Ademais, o risco de doenças benignas da mama costuma aumentar para mulheres que nunca tiveram filhos e que têm história de ciclos menstruais irregulares.

E aí, aprendeu as diferenças entre os nódulos na mama? Comente! Aproveite ainda para tirar outras dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros