[the_ad_group id="16401"]
Alimentação infantil > Nutrição

BLW: como ensinar o seu filho a comer sozinho desde pequeno

Por Redação Fortíssima 04/05/2016

Você já ouviu falar em BLW? A sigla quer dizer Baby Led Weaning (ou bebê que conduz o desmame, em tradução para o português) e propõe que os pequenos se alimentem sozinhos e com as próprias mãos. As papinhas também são substituídas por frutas e legumes.

A técnica já é bastante usada em países dos Estados Unidos e também na Europa, mas ainda é pouco conhecida no Brasil. Com algumas recomendações e cuidados necessários, qualquer criança pode aproveitar os benefícios oferecidos pelo método.

BLW

A introdução de alimentos sólidos na dieta é uma fase de descobertas. Foto: iStock, Getty Images

Como funciona a técnica BLW

O BLW foi criado pela agente de saúde britânica Gill Rapley e consiste num conceito mais independente para a introdução de alimentos sólidos na dieta de bebês, período que começa a partir dos seis meses de idade. A técnica defende que as crianças alimentem a si mesmas, trocando os talheres pelas mãos e mantendo o próprio ritmo para a refeição.

Os adeptos ao método consideram que ele ajuda a criança a desenvolver autonomia, conhecer os alimentos e sentir a textura deles, descobrindo novas sensações e sabores. Na papinha, de outro modo, fica tudo muito misturado, o que dificulta essa descoberta e o desenvolvimento do paladar.

Além disso, trocar as papinhas pelos alimentos em pedaços também estimula a função mastigatória e facilita a integração com a rotina alimentar da família, pois as crianças acabam comendo o mesmo que os pais e não há necessidade de preparações especiais – apenas com algumas restrições à consistência e à quantidade de sal, açúcar e temperos.

Outros cuidados também são necessários na hora de adotar o BLW, pois ao controlar a seleção e quantidade de alimentos, o bebê pode não ingerir os nutrientes que precisa para suprir suas necessidades nutricionais. O ideal é sempre acompanhar a refeição, oferecendo opções variadas.

Adotando o método em casa

Para saber como adotar o BLW com o seu filho é preciso seguir algumas recomendações básicas. Elas vão facilitar a tarefa e garantir mais segurança, principalmente no início, quando tudo será novidade para o pequeno e também para os pais.  

O primeiro passo é colocar o bebê numa posição confortável, sentado e de forma que consiga se manter com o mínimo suporte. Numa cadeirinha de alimentação é o ideal. Outro ponto é disponibilizar alimentos apropriados e saudáveis, oferecendo frutas e legumes em porções e formatos que a criança consiga pegar com as mãos e levar sozinha à boca.

Cenouras cozidas e cortadas em forma de palitos ou ramos de brócolis, por exemplo, são boas alternativas. Além disso, é importante evitar alimentos com sementes e pedaços muito pequenos, já que as crianças podem engasgar e até mesmo aspirar.

No BLW, os alimentos devem ser introduzidos aos poucos. É normal que, no início, a criança brinque mais com os alimentos do que efetivamente os coma. A maioria dos bebês leva um tempo até começar a se alimentar corretamente, ingerindo quantidades pequenas até os oito ou nove meses. O processo é lento e gradual e não se deve forçar a ingestão.

Outra dica importante é manter um acompanhamento nutricional para os pequenos, pois o profissional pode auxiliar na escolha dos alimentos mais adequados para cada fase e garantir o desenvolvimento saudável.

E aí, o que achou do método BLW? Vai adotar na sua casa? Deixe o seu comentário! Também aproveite para compartilhar o artigo nas suas redes sociais.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]