Perigosa e longe de ser incomum, a diabetes tipo 1 e 2 atinge um número cada vez maior de pessoas. Segundo o Ministério da Saúde, a doença em que os níveis de açúcar no sangue ficam mais altos que o normal acomete 500 novas pessoas por dia. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), já são 12 milhões de brasileiros afetados.

Há diferentes formas através das quais a doença pode se manifestar. No caso da diabetes tipo 1, o quadro é inevitável e autoimune, já que o pâncreas simplesmente perde sua capacidade de produzir insulina. Já o tipo 2, que representa cerca de 90% dos casos e pode ser evitado, está quase sempre associado a quadros de obesidade e sedentarismo.

Se não controlada, a diabetes pode levar a infartos, derrames, doenças nos rins, danos aos nervos e perda de visão. De acordo com a SBD, a condição é um dos principais fatores de risco para problemas cardiovasculares e entupimento das artérias, especialmente das pernas e pés. Por isso, é importante manter acompanhamento médico após o diagnóstico.

Entenda os riscos e as principais diferenças entre diabetes tipo 1 e 2 no infográfico:

diabetes tipo 1 e 2

E aí, o que achou do infográfico sobre diabetes tipo 1 e 2? Compartilhe nas redes sociais!