[the_ad_group id="16401"]
Saúde

4 produtos químicos aos quais você está exposto diariamente

Por Redação Doutíssima 12/02/2014

lixao

Um relatório toxicológico independente recente realizado no corpo da falecida Brittany Murphy revelou uma descoberta potencialmente surpreendente que pode fornecer algumas pistas sobre a forma pela qual a estrela morreu. De acordo com o relatório, o corpo da atriz continha níveis anormalmente elevados do metal tóxico bário, juntamente com arsênio, lítio e estanho — levando muitas pessoas a especular que ela pode ter sido envenenada. A análise foi feita em uma amostra de cabelo de Murphy, o que resultou na detecção de “dez metais pesados em níveis acima da recomendação da Organização Mundial de Saúde”, segundo o resumo de toxicologia. No entanto, desde a publicação do relatório, alguns especialistas em saúde vêm argumentando que os metais não são evidência de algo estranho — mas sim uma indicação do uso pesado de produtos para os cabelos que Murphy fazia. Embora a causa da morte de Murphy esteja atualmente em discussão, seu caso destaca uma questão muito real que todos nós enfrentamos diariamente: a exposição a produtos químicos de uso doméstico. Seja por meio do uso de vários produtos de beleza ou simplesmente ao comer e beber, as pessoas estão constantemente entrando em contato com diversos produtos químicos orgânicos e inorgânicos, que podem potencialmente causar efeitos adversos para a saúde durante longos períodos de tempo. “Estamos expostos a produtos químicos diariamente”, afirma Victoria Richards, uma farmacologista e professora assistente de ciência médica no Frank H. Netter MD School of Medicine na Quinnipiac University, afirmou o site FoxNews.com. “Nós comemos produtos químicos”. Aqui estão alguns dos produtos químicos comuns aos quais as pessoas são expostas com mais frequência — e como você identifica-os.

Chumbo A exposição e contaminação por chumbo continuam sendo uma preocupação para muitas pessoas nos Estados Unidos. De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), até quatro milhões de famílias americanas possuem filhos morando com elas que estão sendo expostos a altos níveis do metal. Se uma quantidade excessiva de chumbo se acumular no organismo por um período de tempo prolongado, o envenenamento por chumbo pode ocorrer — levando a efeitos muito sérios para a saúde. Crianças menores de 6 anos de idade são especialmente vulneráveis à exposição ao chumbo, uma vez que ele pode interferir no seu desenvolvimento cerebral. “É uma toxina de desenvolvimento”, afirmou Richards. “Dependendo da idade na qual um indivíduo é exposto, o produto pode causar déficits cognitivos. Também pode haver efeitos sistêmicos. Por exemplo, se o produto for consumido, ele pode ter efeitos no trato gastrointestinal. Mas no que diz respeito ao chumbo e problemas de desenvolvimento, a preocupação é minimizar a exposição em crianças ou pacientes grávidas”. Tintas à base de chumbo foram proibidas de todas as novas construções residenciais em 1978, mas as casas construídas antes de 1978 ainda podem conter tinta à base de chumbo. Embora os Estados Unidos monitorem rigidamente a quantidade de chumbo que pode ser utilizada em determinados produtos, Richards observou que os brinquedos e produtos fabricados fora dos EUA podem, algumas vezes, ter conteúdos de chumbo mais elevados — uma vez que alguns países podem não necessariamente monitorar o uso do metal.

Ftalatos Os ftalatos são um grupo de produtos químicos orgânicos que são utilizados principalmente como plastificantes — ingredientes adicionados a plásticos, para torná-los mais flexíveis. No entanto, os ftalatos também podem ser encontrados em uma ampla variedade de produtos, incluindo desde produtos perfumados — como sabonetes, xampus e perfumes — a adesivos, pisos de vinil, entre outros. Diversos estudos constataram que a exposição ao ftalato está associada a vários problemas de saúde. Conhecidos como desreguladores endócrinos, constatou-se que os ftalatos interrompem algumas formas de produção de hormônios em mamíferos — o que algumas vezes pode levar ao câncer, defeitos de nascença e desordens de desenvolvimento. “Um dos produtos químicos mais bem estudados, há uma associação com a baixa contagem de espermatozoides e baixa capacidade reprodutiva em homens adultos”, afirmou a Dra. Mary Neve Wolff, professora de medicina preventiva da Icahn School of Medicine no Monte Sinai a FoxNews.com. “Identificamos associações com exposição pré-natal e baixo desenvolvimento em crianças, incluindo a função executiva associada com o comportamento. Essas são condições que podem ser reversíveis ou não, mas você definitivamente quer evitá-las”. Wolff observou que um dos problemas com os ftalatos é que eles nem sempre são listados nos rótulos dos produtos. No entanto, há medidas que você pode tomar para reduzir a sua exposição. Alguns produtos contendo ftalatos abreviam o nome químico, listando-os como DBP, DEP, DEHP BzBP, ou DMP, e muitos produtos perfumados ou “fragrâncias” muitas vezes contêm uma combinação de compostos que geralmente incluem ftalatos.

Arsênio Um elemento que ocorre naturalmente, o arsênio pode ser encontrado em associação com substâncias orgânicas ou inorgânicas para formar diversos tipos de compostos.  O arsênio inorgânico pode ser encontrado naturalmente no solo ou nas águas subterrâneas, enquanto que o arsênio orgânico pode ser encontrado principalmente em espécies marinhas, como peixes ou mariscos. “O arsênio está presente na terra, por isso se houver culturas cultivadas em níveis elevados de arsênio, é provável que este elemento seja incorporado nos alimentos”, afirmou Richards. A água contaminada por fontes naturais de arsênio é uma das principais causas de toxicidade arsênica em todo o mundo, enquanto a carne, peixe e aves representam a maioria da exposição alimentar da população ao arsênio. Também constatou-se que o arroz contém níveis relativamente altos de arsênio inorgânico, o que levou muitas pessoas a expressar preocupações sobre o consumo de vários produtos de arroz. No entanto, uma análise do FDA (Food and Drug Administration) dos EUA concluiu que a quantidade de arsênio detectável no arroz é muito baixa para causar efeitos de saúde graves. O arsênio orgânico geralmente não está associado a problemas de saúde, mas altos níveis de arsênio inorgânico podem interromper a produção de ATP no corpo, que é responsável pelo transporte de energia entre as células. Isto pode levar a diversos problemas de saúde, incluindo doenças da pele e aumento do risco de diabetes, hipertensão arterial, e vários tipos de câncer, de acordo com o CDC. “Nós podemos estar expostos a níveis baixos, mas quando você começa a ver um acúmulo, pode ver os efeitos no sistema musculoesquelético — como fraqueza muscular e até mesmo paralisia”, disse Richards.

Fenóis Os fenóis são uma classe de compostos químicos orgânicos que podem ser fabricados industrialmente. Os fenóis mais conhecidos incluem parabenos, triclosano e bisfenol A (BPA). Utilizado em muitos plásticos de policarbonato e resinas epóxi, o BPA esteve sob escrutínio na última década, após vários estudos identificarem associações entre níveis elevados da substância química e vários possíveis efeitos na saúde.  De acordo com a Mayo Clinic, algumas pesquisas demonstraram que o BPA pode infiltrar-se em alimentos armazenados em recipientes feitos de BPA, podendo causar efeitos adversos sobre o cérebro de crianças em desenvolvimento. Para evitar o BPA, Wolff afirmou que os consumidores devem tentar comer em louça de vidro em vez de louça de plástico. Da mesma forma, reduzir o consumo de alimentos enlatados ou comprar produtos que dizem “sem BPA” pode ajudar a diminuir a exposição de uma pessoa. Os parabenos são amplamente utilizados como conservantes em muitos loções, embora maiores evidências venham associando essa classe de substâncias químicas com um risco aumentado de câncer de mama. A maioria dos produtos de beleza lista parabenos em seus rótulos, por isso fique atento para todos os seus tipos — incluindo-etilparabeno, metilparabeno, propilparabeno, isobutilparabeno e butilparabeno. Finalmente, o triclosano é um composto orgânico encontrado em muitos sabonetes antibacterianos, sabonetes líquidos e cremes dentais. Embora o FDA não considere o triclosano perigoso para a saúde humana, muitos estudos com animais constataram que a substância química pode alterar a regulação de hormônios — o que levou o FDA a realizar uma revisão em curso do triclosano. Consumidores preocupados com possíveis efeitos sobre a saúde devem verificar os rótulos de todos os produtos antimicrobianos, uma vez que o triclosano deve ser listado como um ingrediente caso for utilizado.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]