[the_ad_group id="16401"]
Saúde Mental

6 Erros mais comuns na hora de educar os filhos

Por Redação Doutíssima 19/12/2013

img_1_34_3791

Qual mãe ou pai já não “arrancou os cabelos” por causa do seu filho aprontar?

A maioria já passaram ou está passando por isso. Mas não se desespere, educar realmente não é fácil. Mas também não é uma coisa que se torna impossível. Aprendemos com os erros e quanto mais cedo a falha for identificada, melhor e mais fácil de se evitar conflitos familiares, por exemplo, uma das principais queixas dos pais sobre os filhos é a alimentação, porque ele não quer comer e toda hora tem que ir atrás dele para que possa se alimentar. Para evitar os pais precisam ter uma certa postura diante de seus filhos, saber dar as ordens mas não ser o pai autoritário. Está confuso ainda?

Fiquem calmos, não precisem apelar para “Super Nanny”. Veja a seguir os 6 erros que os pais costumam fazer diante dos seus filhos…

bir

1. Ceder à birra da criança

Sim, eles costumam a chorar e espernear, fazer um monte de birras, afinal é um teste, se o pai ceder a birra dela ela vai perceber que toda vez que isso acontecer os pais darão tudo o que ela quiser, ceder a isso só vai deixar que o filho fique no comando.O melhor a fazer é dizer que a birra não vai adiantar, sempre com muito diálogo (Pode demorar, mas a choradeira vai passar e ele vai perceber que a choradeira não trará resultados e irá parar)

2. Mimar demais a criança 

Quase a mesma coisa da primeira, é outro e velho excesso praticado pelos pais: fazer de tudo pela criança. Normalmente essas crianças crescem achando que é o centro das atenções, mandando e desmandando e exigindo até o que deve ser feito no jantar. Saiba dizer “não” e dê uma bronca se for preciso.

3. Os efeitos de uma hora a menos de sono

Não há desculpa para que a criança durma menos do que o necessário. Atividades em excesso, lição de casa, eletrônicos no quarto – tudo deve ser medido de forma a não afetar o horário de dormir. O horário do sono é muito importante, estimular regras desde cedo pode beneficiar futuramente, caso a criança venha a ter a mania de dormir tarde, pode prejudicar tanto na escola como nos estudos.

4. Crianças são estimuladas a mentir

Dizer que elas só contam a verdade é mito, principalmente quando elas fazem algo errado, e negam de todas as formas para não enfrentarem as consequências. Isso é normal. Mas o que não deveria acontecer é os pais deixarem passar batido, em vez aproveitar para dizer que não se deve mentir. Hoje pode começar com uma mentirinha pequena mas nunca se sabe quando a criança crescer e ela fazer uma mentira que prejudique a todos.

5. Faça o que eu digo, não faça o que eu faço

Os pais são o exemplo para os filhos, então deve-se olhar primeiro para si mesmos antes de julgar a criança estar fazendo tudo aquilo que você faz, soltar palavrões, beber bebidas alcoólicas na frente dos filhos ou fumar é sempre um erro.

6. Não dar explicações 

Simplesmente chegam e dizem “não faça isso”, “não faça aquilo” sem dar um motivo ou porque daquilo, que por um lado a criança pode ficar brava por não entender o motivo. Dê uma explicação mas não complexa.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]