[the_ad_group id="16403"]
Saúde Mental

Como ficar longe das drogas

Por Redação Doutíssima 29/12/2014

Apesar de muitas pessoas acreditarem que o consumo esporádico de drogas não faz mal, todas as drogas, independente de qual seja, prejudicam a saúde e diminuiem a expectativa de vida. Além disto, ninguém consegue saber de antemão se possui predisposição para se tornar um viciado.

 

Muito pelo contrário. Diariamente milhares de pessoas têm suas vidas destruídas pelo uso de drogas. Mas é possível viver longe desta realidade. Para isto, basta evitar o primeiro contato. Quem já vive esta triste realidade, pode, e deve, reagir.

 

drogas

Manter distância de pessoas e situações que envolvam as drogas é o mais importante. Fotos: iStock, Getty Images

Abandonar as drogas exige sacrifício

É possível abandonar a droga e retomar as rédeas da vida, só que para se obter este resultado, o usuário precisará se esforçar muito.

 

O uso excessivo de qualquer droga, inclusive o álcool, pode distorcer padrões de comportamento, aumentar o risco de acidentes e diminuir as várias funções do organismo até o ponto em que o usuário entra em coma. Em casos extremos, as drogas podem matar o usuário, provocando parada respiratória.

 

Todo mundo está sujeito aos riscos e perigos do vício das drogas. De acordo com pesquisas e profissionais da área, a curiosidade e a influência de amigos são os principais motivos que levam as pessoas a entrarem neste perigoso mundo da dependência química.

 

O vício também está relacionado a fatores como o desejo de fuga de problemas familiares e a busca por sensações de prazer. No entanto, é justamente este prazer temporário que logo se torna um grande problema na vida do dependente.

 

Entre as drogas mais comuns encontradas no Brasil podemos citar o álcool, anfetaminas, maconha, crack, cocaína, lança perfume e a cola de sapateiro, sendo que cada uma delas possui características e riscos independentes.

 

Por isto, é importante saber dizer não às drogas, pois muitas delas são tão agressivas que pode fazer com que um indivíduo se torne dependente, ou até mesmo venha a morrer, somente por experimentá-la.

 

Prevenção contra drogas é a distância

Para ficar longe das drogas, o primeiro passo é não começar a usar. Caso alguém lhe ofereça alguma, recuse e saia de perto. Se a pressão dos amigos for forte para que você experimente, tenha em mente que os verdadeiros amigos respeitarão sua decisão de não se envolver com drogas e não irão pressioná-lo a fazer algo que você não quer.

 

Procure evitar as tentações. Se existe algum grupo na sua escola que mexe com drogas, não ande com eles. Encontre amigos que possuam comportamentos mais produtivos e que se encaixem nos seus valores e princípios de vida. Além disto, busque atividades para ocupar seu tempo como ler, caminhar, estudar música, fazer dança.

 

Outra forma de se manter longe das drogas é evitar situações em que elas possam ser oferecidas. Além disto, procure estar sempre atento ao que acontece à sua volta, e quando poderá surgir uma situação que envolva drogas.

 

Pense em um plano para lidar com essas situações antes que elas aconteçam. Seja radical, pois esta postura o ajuda a dizer não. A conscientização sobre os riscos do uso de drogas é a melhor forma de prevenção ao vício.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]