Saúde Mental

Segredos íntimos: saiba como lidar com o passado na relação

Por Redação Doutíssima 10/10/2015

Todos têm um passado. Mas cada pessoa lida de forma diferente com os segredos íntimos da relação anterior do parceiro atual. Saber como as histórias que ficaram para trás podem influenciar um relacionamento é importante para determinar se elas devem ser compartilhadas ou se devem ficar apenas na memória de quem as viveu.

Relações em tempos atuais

Para a psicóloga Carolina Bohn, as constantes mudanças da era em que vivemos montam um cenário em que é praticamente impossível que uma pessoa chegue a vida adulta sem ter tido relacionamentos amorosos e sexuais. “As pessoas estão em constante transformação e, por sua vez, mudam também suas relações”, complementa.

segredos íntimos doutíssima istock getty images casal abraçado

Cada pessoa lida de forma diferente com os segredos íntimos da relação anterior. Foto: iStock, Getty Images

A especialista faz um paralelo com o passado, em que era mais comum que relacionamentos durassem 30 anos. “As pessoas casavam-se e permaneciam naquela relação, não importando o que acontecesse”, explica.

Já a situação atual permite maior liberdade. Carolina lembra que ainda há muita gente que deseja relações duradouras, mas apenas se ela for satisfatória para o casal. Assim, a troca de parceiros é mais frequente do que há 50 anos.

A psicóloga informa também que hoje o número elevado de relações e de parceiros sexuais é muito mais natural, e que isso ajuda as pessoas a terem maior liberdade de escolha na procura de um parceiro desejado. E isso é independente de gênero: homens e mulheres têm esse privilégio de experimentar.

Segredos íntimos pertencem a quem os mantêm

A troca de parceiros na busca de um relacionamento ideal cria a situação dos segredos íntimos, histórias do passado que podem ou não interferir no momento presente.

“Entendendo que cada ser é único e que cada um lida com o que lhe acontece de formas diferentes, não pode-se dar uma receita sobre como lidar com o passado alheio” explica a psicóloga.

E isso serve para ambos os lados. Carolina comenta que as preferências variam e há quem goste de deixar o passado onde está, apenas na memória, e há quem prefira dar satisfação de todos os segredos íntimos dos relacionamentos anteriores.

Da parte do ouvinte, também há quem não se importe em saber o que aconteceu antes do início da história atual e tem quem prefira ficar apenas na imaginação. Entender as preferências de cada um no relacionamento é fundamental para calibrar se essas informações serão bem-vindas ou não.

A psicóloga ainda menciona que, em muitos casos, o casal já conhece os segredos íntimos um do outro por terem convivido antes de iniciar um relacionamento amoroso. Ela diz que nessas situações o diálogo é ainda mais importante.

Por fim, a especialista ainda frisa que o exercício da empatia, que é a compreensão das emoções do parceiro, é essencial para entender os acontecimentos passados e superar aquilo que pode causar ciúme.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros