Saúde Mental

Psicólogo online: saiba como funciona esse tipo de serviço

Por Redação Doutíssima 27/08/2015

O avanço da tecnologia nos permite uma série de benefícios sem sair de casa ou do trabalho. Por meio da internet, tudo pode chegar em um clique. Mas é preciso ter cuidado com alguns serviços que são oferecidos e, principalmente, com as leis que os regulamentam. É o caso do psicólogo online.

 

No dia 27 de agosto, data em que se comemora o Dia Nacional do Psicólogo, vale refletir sobre a importância desse profissional para a sociedade e para a história de cada pessoa que precisa contar com seu conhecimento.

O processo de psicoterapia online não deve substituir as consultas presenciais. Foto: Shutterstock

O processo de psicoterapia online não deve substituir as consultas presenciais. Foto: Shutterstock

 

Conceito de psicólogo online

“É importante esclarecer que não existe ‘psicólogo online’”, diz Lucio Garcia, psicólogo da Área Técnica do Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul  (CRPRS).

Ele explica que em 2012, o Conselho Federal de Psicologia (CFP), por meio da Resolução do CFP n° 011/2012, que ainda está em vigor, regulamentou os serviços psicológicos realizados por meios tecnológicos de comunicação a distância e o atendimento psicoterapêutico em caráter experimental.

 

Pela resolução, os serviços psicológicos que são possíveis de serem mediados pelo computador são orientações psicológicas de diferentes tipos, realizadas em até 20 encontros ou contatos virtuais, síncronos (psicólogo e atendido estão online ao mesmo tempo) ou assíncronos (psicólogo e atendido não estão online ao mesmo tempo).

 

“São atendimentos que exigem uma orientação pontual, como questões relacionadas a orientação sexual, profissional, de aprendizagem e demais situações que o psicólogo responsável pelo site avaliará como possíveis de serem trabalhadas por este meio”, acrescenta Garcia.

 

Ele explica ainda que, dentro dessa forma de atendimento, o psicólogo pode disponibilizar outras atividades profissionais, como determinados processos prévios de seleção de pessoal, aplicação de testes psicológicos devidamente regulamentados por resolução pertinente, supervisão do trabalho de psicólogos etc.

 

O popularmente chamado psicólogo online, mas denominado pelos profissionais como processo de psicoterapia online (por meios tecnológicos de comunicação a distância) ainda não é uma prática reconhecida pela Psicologia como profissão.

“É, no entanto, utilizada exclusivamente em caráter experimental, seguido de certificado de aprovação do protocolo em Comitê de Ética em Pesquisa, conforme os critérios do Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde e demais resoluções do Conselho Federal de Psicologia”, esclarece Garcia.

 

O que saber sobre o psicólogo online

O site do psicólogo deve estar credenciado junto ao CFP/CRP da região onde possui inscrição, sendo exclusivamente para esse fim e possuir o Selo do CFP, imagem da permissão de funcionamento. Mas obviamente, o psicólogo online jamais vai substituir o atendimento presencial.

“O psicólogo é um profissional que pode ajudar muito além dos momentos de crise, trabalhando com desenvolvimento e potencialidades pessoais, assim como com autoconhecimento e percepção da realidade, proporcionando qualidade de vida”, explica Eduardo Friederichs Hoffmann, presidente da Comissão de Psicoterapia do CRPRS.

Segundo Hoffmann, muitas pessoas procuram um psicólogo apenas quando estão passando por um momento difícil, os exemplos mais comuns são ataques de pânico, depressão, problemas de saúde, dificuldade conjugais, dificuldade com filhos, entre outros. Para procurar um psicólogo, você pode atestar sua inscrição pelo site do Conselho, www.crprs.com.br.

“Sabemos também que o psicólogo não está somente no consultório, mas em diferentes espaços na sociedade, como na rede pública de saúde, educação, na rede de assistência social, no esporte, na área organizacional e do trabalho, sistema prisional, entre outros espaços nos setores publico e privado”, comenta.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros