Existem momentos em que a infelicidade bate à porta. Especialistas afirmam que o problema não está em ficar triste e ter um período pequeno de tristeza, mas sim em deixar que esse sentimento atinja de forma negativa a sua qualidade de vida.

Infelicidade brasileira

De acordo com um levantamento realizado em 2015 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 11 milhões de brasileiros já foram diagnosticados com depressão e mais da metade utiliza medicamentos para controlar os sintomas da doença.

infelicidade
Momentos muito longos de tristeza podem afetar a qualidade de vida das pessoas. Foto: iStock, Getty Images

Quando o período de tristeza se prolonga, pode atingir seu corpo de maneira severa, como através da gastrite.

5 passos para driblar a infelicidade

1. Casamento infeliz

infelicidade
Evite permanecer em um relacionamento que traz infelicidade por medo de machucar os filhos. Foto: iStock

Segundo uma pesquisa divulgada no Jornal Daily Mail, os pais mantêm o casamento infeliz por terem medo em relação ao impacto que o término do relacionamento terá sobre as crianças.

O divórcio não é uma situação fácil para nenhuma das partes envolvidas, mas em muitos casos é a melhor saída. Não é necessário manter o casamento por causa dos filhos. Porém, antes de dar apoio ao(s) filho(s), é preciso que você se sinta apoiada. Se for necessário, procure um psicologo para que consiga lidar com a situação sem estender o sofrimento e luto.

2. Busque novos caminhos

infelicidade
Se o emprego atual não te deixa motivada, busque outro e procure ser feliz profissionalmente. Foto: iStock

Um pesquisa realizada pelo LinkedIn mostra que 85% dos usuários da rede social estão abertos para novas vagas de emprego, porém apenas 25% realmente mudam de emprego.

 

Os especialistas afirmam que não há como saber qual é o momento certo para mudar de emprego, mas estar infeliz e não ter prazer no que faz é um aspecto que deve ser levado em consideração nesse momento. Enviar currículos iguais para diversas empresas está entre os erros mais comuns.

3. Diminua o tempo nas redes sociais

infelicidade
Deixe o computador um pouco de lado e preencha o tempo com outras atividades prazerosas. Foto: iStock

As redes sociais, como o Facebook, têm efeito negativo na sua autoestima e satisfação, de acordo um estudo realizado pela Universidade de Michigan. Tire um tempo para você, comece a praticar exercícios, leia um bom livro, saia com os amigos. Interaja. 

 

A infelicidade leva ao afastamento e em casos mais graves, a depressão. Segundo a pesquisa realizada pelo IBGE em 2015, no Rio Grande do Sul, 13,2% dos jovens acima de 18 anos já foram diagnosticados com depressão e essa porcentagem dá ao estado o primeiro lugar na lista de locais onde há mais adultos com casos de depressão.

4. Mude o ponto de vista

infelicidade
Por mais que a situação seja emocionalmente difícil, sempre tente ver que há o lado positivo. Foto: iStock

Temos que lidar com situações difíceis todos os dias, situações essas que vão desde traição à demissão. Nesse momento, é necessário respirar fundo e se perguntar como você pode ver o fato de maneira positiva. 

 

5. Saia da zona de conforto

infelicidade
Deixe o que te faz infeliz para trás, não tenha medo de arriscar e busque situações prazerosas. Foto: iStock

Anote tudo o que está trazendo desconforto para sua vida e, logo abaixo, coloque as possíveis soluções. Não tenha medo de arriscar. Não fique acomodado em situações que não acrescentam em nada na sua vida pessoal e profissional.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA