Bem-Estar > Slider Home > Terceira Idade

Dia do Idoso: atividades físicas para a terceira idade

Por Tatiana Barros 01/10/2016

Hoje, 01 de outubro, é celebrado o Dia do Idoso. E essa é uma data que, cada vez mais, merece ser celebrada, considerando que o Brasil é um país que está envelhecendo. Essa afirmação se dá pelo fato de que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), em 2050, 30% da população terá 60 anos de idade ou mais. Esse é um sinal claro do grande aumento da expectativa de vida das pessoas. Mas, isso precisa ser seguido de alguns cuidados essenciais, para que essa longevidade seja acompanhada de uma boa qualidade de vida.

Dia do idoso: atividades físicas ajudam para ter uma boa qualidade de vida. (Foto: Istock)

Dia do idoso: atividades físicas ajudam para ter uma boa qualidade de vida. (Foto: Istock)

Dia do idoso: como manter uma vida saudável na terceira idade

Após uma vida inteira ativa e cheia de compromissos, é comum que após a aposentadoria, a pessoa reduza o ritmo, incluindo as práticas esportivas. No entanto, a regularidade em praticar exercícios físicos é fundamental para evitar o surgimento de problemas de saúde. “O sedentarismo pode resultar numa brusca queda na qualidade de vida, como o desenvolvimento de dores na coluna e outras doenças”, afirma o fisioterapeuta Helder Montenegro, diretor do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral.

Isso acontece porque nessa fase da idade, existe uma diminuição da massa óssea, o que pode causar osteoporose, degeneração óssea e fraqueza muscular, artrose, hérnia de disco, entre outras. “Por isso, se o idoso tem uma dor que não é incapacitante, ele deve tratá-la e iniciar uma atividade física bem orientada”, reforça o médico.

Para manter essa força muscular, algumas atividades físicas são fundamentais. Confira algumas opções indicados pelo fisioterapeuta e seus principais benefícios:

Natação
Uma das atividades mais completas, a natação aumenta a disposição, protege as articulações, melhora o condicionamento físico e capacidade cardiorrespiratória, estimula a concentração, melhora a socialização, trabalha a musculatura do abdômen e do assoalho pélvico, diminuindo a incontinência urinária, e ajuda na realização de atividades simples do dia a dia.

Pilates
O pilates tem como benefícios o alívio da dor (especialmente lombares), fortalecimento muscular, aumento da flexibilidade, alívio do estresse,
melhora da mobilidade das articulações, equilíbrio e coordenação motora, aumento da consciência corporal e postural.

Musculação
Aumenta a flexibilidade e o equilíbrio, diminui as dores causadas pela artrose nos joelhos, ajuda, fortalece os ossos e a musculatura, colabora para a manutenção do peso corporal, controla a glicose no sangue, melhora o sono e ajuda na saúde mental.

Dança
A dança é um aliado na luta contra a depressão, por trabalhar a socialização e a auto-estima, melhora o equilíbrio, aumenta a flexibilidade, reduz dores musculares e melhora o funcionamento do coração, reduzindo problemas como a pressão alta, doenças cardíacas e diabetes.

Hidroginástica
É um exercício de baixo impacto, que melhora o sistema cardiorrespiratório e cardiovascular, diminui a gordura corporal, aumenta a massa muscular, melhora a insônia, a coordenação motora e a força muscular.

Como podem ver, boas e completas opções é o que não faltam para ajudar na manutenção da boa qualidade de vida do idoso. No entanto, o mais importante é consultar o médico antes de iniciar qualquer atividade física e realizar todos os exames necessários para identificar qual o melhor exercício, de acordo com suas necessidades.

Quer saber mais sobre bem-estar e terceira idade? Acompanhe o Doutíssima!


Sites parceiros