Nutrição > Sem Lactose

Leite vegetal: veja três opções alternativas ao leite de vaca

Por Redação Doutíssima 05/10/2018

O leite de vaca é uma importante fonte de cálcio para o organismo humano, pois ajuda a manter a saúde dos ossos e na prevenção contra a osteoporose. Contudo, algumas pessoas são alérgicas ao leite ou intolerantes à lactose, ou apresentam piora na digestão após consumi-lo (barriga estufada e mal-estar são sintomas comuns). E o leite vegetal é uma alternativa.

Leite vegetal é uma opção ao leite de vaca. (Foto: iStock)

Eles são feitos a partir de grãos, sementes e cereais, que também são muito nutritivos. A nutróloga Renata Domingues, vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia Médica (Abranutro), garante que os leites de Castanha de Caju, Inhame e Semente de Girassol são ótimos para quem procura uma alternativa. Confira os benefícios de cada leite vegetal:

Leite de castanha de caju

Por ser repleto de vitaminas e minerais, auxilia no fortalecimento dos ossos, do sistema imunológico, bem como para prevenir o envelhecimento e protege a visão, pois é rico em cálcio, antioxidantes e vitaminas A, D, E e do complexo B.

Além de ter apenas 25 calorias por copo, esse leite vegetal contém alto teor de Ômega-3, 6 e 9, nutrientes essenciais ao bom funcionamento do organismo. “Também é fonte de nutrientes como o fósforo, que previne a osteoporose, e o potássio, importante para a saúde do sistema cardiovascular”, destaca a médica. Veja como fazer em casa:

Ingredientes
• 1 xícara (de chá) de castanhas-de-caju cruas (cerca de 100 g)
• 3 xícaras (de chá) de água filtrada (cerca de 720 ml ou mais se preferir)

Coloque as castanhas em uma vasilha, cubra com o dobro de água e deixe de molho por oito horas. Escorra e lave bem. Coloque em um liquidificador, adicione 3 xícaras de água filtrada (ou mais se preferir) e bata por um minuto. Coe bem com o auxílio de uma peneira bem fina ou tecido.

Fonte da receita: Presunto Vegetariano

Leite de inhame

Seu consumo regular potencializa a atuação do sistema imunológico e melhora a qualidade do sangue, auxiliando na prevenção de infecções e inflamações, por ajudar a eliminar toxinas através da pele, dos rins e do intestino por conta de suas propriedades depurativas e desintoxicantes. Também é fonte de vitaminas B6, C, ferro, cálcio, potássio e magnésio.

Rico em amido e fibras e com baixo índice glicêmico, o leite vegetal de inhame é uma ótima fonte de energia, controlando os níveis de açúcar no sangue, além de facilitar a digestão. “Devido aos nutrientes bioativos presentes no tubérculo, fortalece ainda os ossos e o equilíbrio dos níveis de progesterona, ajudando nos sintomas da TPM”, afirma Renata. Veja como fazer em casa:

Ingredientes
• 2 inhames médios (300 g ou 1 xícara bem cheia)
• 3 xícaras de água morna (750 ml), para preparar o leite
• água o suficiente para deixar de molho

Descasque o inhame, corte em cubos grandes e coloque em um recipiente. Cubra com água e deixe de molho por 8 a 12 horas. Depois, coe e descarte a água. Na sequência, coloque o inhame dentro de um liquidificador com água morna e bata por aproximadamente 3 minutos. Coe em uma peneira fina ou em um coador de pano.

Fonte: Temperando

Leite de semente de girassol

Rico em gordura saudável, possui grande quantidade de vitamina E e de triptofano, que proporcionam benefícios antioxidantes e anti-inflamatórios. “Ótima fonte de energia, as sementes de girassol também foram ligadas à redução do colesterol, da pressão arterial e do açúcar no sangue, promovendo assim a saúde do sistema cardiovascular”, explica a especialista.

Segundo Renata, além de todos esses benefícios, os leites vegetais são deliciosos e podem ser encontrados em diversas lojas de alimentos naturais. “Esses alimentos devem sempre fazer parte de um plano alimentar saudável, desde que devidamente acompanhado por um nutricionista ou nutrólogo no caso de restrições por alergias ou intolerâncias”, diz. Veja como fazer em casa:

Ingredientes
• 1 xícara (de chá) de sementes de girassol (110 g)
• 5 xícaras (de chá) de água filtrada (mais ou menos, se preferir) (1.200 ml)
• Uma pitada de sal
• Açúcar a gosto
• Extrato de baunilha (opcional)

Coloque as sementes de girassol em uma peneira e lave bem. Deixe-as em uma vasilha, cobertas com água, por 8 horas. Depois, escorra, lave e coloque em um liquidificador, juntamente com a água filtrada. Bata por cerca de 1 minuto ou até as sementes ficarem bem trituradas. Se quiser, adicione uma pitada de sal e açúcar a gosto. Coe em uma peneira bem fina ou em um pano limpo.

Fonte: Presunto Vegetariano

Leia mais:

Creme vegetal, manteiga ou margarina? Saiba qual usar

APLV: quais os tipos e como tratar a alergia ao leite de vaca

Bolo de milho sem leite é fácil de fazer


Sites parceiros