[the_ad_group id="16403"]
Unhas

8 Verdades sobre as unhas

Por Redação Doutíssima 07/10/2013

cuidados-unhas-peUnhas quebradas, dedos em mau estado. Além de uma manicure ou pedicure ocasionalmente, a maioria de nós tende a negligenciar as unhas, não dando-lhes mais do que alguns segundos de atenção.

Mas elas podem ser mais complexas do que pensamos. Para começar, as unhas vão além da parte que é coberta com o esmalte. A parte dura da unha cresce a partir da matriz (raiz), tomando uma forma semelhante a uma onda. Já a parte branca da unha na base (mais facilmente visto no polegar) é chamado de lúnula (do latim, que significa “pequena lua” ou “lua crescente”). Esta é a extremidade visível da matriz.

Intrigante, não é? Conheça agora 8 outras verdades sobre as unhas que talvez você não conheça:

 

1) As unhas crescem uma média de 3,5 milímetros por mês

As unhas da mão tendem a crescer mais rápido. As unhas dos pés, no entanto, crescem uma média de 1,6 milímetros por mês.

 

2) Manchas brancas em suas unhas não são um sinal de deficiência de cálcio.

O mito da deficiência de cálcio causando manchas brancas nas unhas é muito comum, seguido por deficiência de zinco. Na verdade, as manchas brancas são comuns e inofensivas e não indicam especificamente a deficiência de nutrientes. Isso pode ocorrer devido a um choque sofrido na unha ou na matriz, como uma dobra ou uma colisão.

 

3) As unhas contêm o mesmo elemento do cabelo

Tanto as unhas, quanto os cabelos contêm queratina, mas ordenadas de forma diferente. Isto significa que os ingredientes certos para o cabelo também são bons para as unhas. Uma dieta variada rica em vitaminas, frutas e legumes antioxidantes, proteínas e minerais são a chave para ter cabelos ​e unhas saudáveis. Gorduras e óleos saudáveis ​​também são necessários para fortalecer e hidratar a pele, cabelos e unhas.

 

4) O estresse pode ter um efeito em suas unhas

Além tiques indiretamente relacionados com o nervosismo, estresse crônico pode inibir o crescimento das unhas. É importante controlar o estresse e proporcionar longos períodos de sono para uma boa saúde das unhas (e um monte de outras razões). O estresse crônico e o cansaço desviam a energia e os nutrientes do corpo, evitando o crescimento adequado das unhas e do cabelo.

 

5) Há uma razão pela qual o som estridente das unhas em um quadro é insuportável

O simples pensamento de tal ruído é suficiente para nos irritar – mas por quê? Pesquisadores afirmam que isso ocorre em parte porque o ruído atinge uma frequência naturalmente amplificada para a forma de nossa dos nossos canais do ouvido. Há também uma explicação psicológica para problema – quando os participantes de um estudo sobre o assunto descobriram a fonte do barulho, eles tiveram uma tendência a julgar mais desagradável do que aqueles a quem foi dito que o ruído fazia parte de uma composição musical.

 

6) As cutículas têm uma função

A cutícula é responsável por proteger o corpo contra umidade e germes presentes no ar, é por isso que muitos especialistas não aconselham a retirar por razões estéticas. Ela deve ser tratada com cautela e deixado no local, o máximo possível.

cuidados-unhas

7) As unhas precisam de sangue para sobreviver

Alguma vez você já se perguntou por que as unhas ficaram pretas e caíram depois de algumas lesões? Aqui está a explicação: Como a unha precisa da circulação de sangue, oxigênio e nutrientes para crescer normalmente, a lesão por esmagamento pode perturbar as ligações delicadas e microscópicas que fornecem a nutrição. Assim, é possível que a unha em crescimento não seja capaz de curar o suficiente para continuar a crescer. Ela pode cair e ser substituída depois de um tempo por uma nova unha em saúde perfeita. Se o ferimento afeta a raiz da unha sob a cutícula, uma cicatriz permanente pode se formar, resultando em uma unha deformada.

 

8) Aproximadamente 10% das doenças dermatológicas estão relacionados com as unhas

Quase metade das doenças das unhas são causados ​​por infecções fúngicas e são mais comuns nas unhas dos pés. Outros sintomas comuns são: manchas brancas, linhas verticais, infecções bacterianas e unhas encravadas. Os idosos são mais afetadas do que os jovens.


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]