Saúde Mental

Conheça 3 motivos que levam ao estresse no trabalho

Por Redação Doutíssima 08/11/2014

O estresse no trabalho é um dos problemas mais comuns entre os brasileiros. Cerca de 70% da população sofre de estresse e, deste percentual, 30% apresenta a chamada Síndrome de Burnout, um estado de cansaço físico e mental que pode causar depressão e suicídio.

estresse-no-trabalho

Situações de desespero não podem se tornar rotina na profissão. Foto: iStock, Getty Images

Tensões musculares, dores intestinais e de cabeça, culpa, raiva e ansiedade são apenas alguns dos sintomas de estresse no ambiente de trabalho.

Cobranças e pressão geram estresse no trabalho

As cobranças no trabalho esgotam muitos profissionais. Desestimulados, eles acabam se sentindo sem vontade de trabalhar e preocupam-se com a quantidade de trabalho e os prazos. Mas nem sempre a culpa do estresse no trabalho pode estar associada aos chefes.

Algumas pessoas conseguem conviver tranquilamente com líderes autoritários, enquanto outras sofrem por não funcionarem sob pressão. Existem pessoas que cobram demais de si mesmas, exigindo perfeição em tudo que fazem.

O fato de não relaxarem e dedicarem-se além do necessário para a realização das tarefas pode gerar estresse, fadiga e alterações até mesmo no próprio corpo, como reações alérgicas e dor de cabeça.

Especialistas explicam que o cortisol, hormônio responsável pela retenção de gordura abdominal, aumenta sua produção em situações de estresse no trabalho. Assim, ficam ainda maiores as chances de desenvolver hipertensão, diabetes e, até mesmo, depressão.

Estresse no trabalho com as panelinhas

É comum alguns grupos se dividirem no ambiente de trabalho. Seja por afinidade ou questão puramente profissional, algumas pessoas estreitam relações com maior facilidade que outras. Porém, nem sempre estar em uma roda de amigos é bom sinal.

A divisão pode trazer competições, inimizades e o grande fator que causa estresse no trabalho nesses casos: a fofoca. Ser alvo de picuinhas, falatórios e tititis acaba se tornando extremamente irritante para algumas pessoas.

Quando as “histórias” contadas envolvem qualidade do trabalho, ascensão e desvalorização pessoal, o estresse pode tomar proporções que rebaixam a autoestima e ocasionam afastamentos ou brigas.

Um dos grandes problemas das panelinhas, também, é a diminuição da produtividade. Quando as conversas exageram, pode haver intolerância por parte dos chefes e dos colegas. Afinidades são boas, possibilitam novas amizades, mas o limite chega quando o trabalho não está rendendo e outras pessoas se sentem afetadas de alguma forma devido aos comportamentos alheios.

Insatisfação com a profissão

Muitas pessoas escolhem uma carreira logo no início da vida profissional. Outras, mesmo já estando consolidadas em um emprego, não conseguem mais levantar para ir trabalhar. A rotina é extremamente desgastante para quem está insatisfeito com o que o faz.

O estresse no trabalho, nesses casos, está diretamente relacionado à função que a pessoa exerce. De acordo com os anseios, remuneração, ideologias e mesmo sentimentos, são inúmeras as causas que fazem com que o profissional se sinta insatisfeito na profissão.

O desânimo e a falta de vontade, nessas situações, são os fatores mais estressantes. Um auxílio psicológico pode ajudar a encontrar caminhos para rever a trajetória profissional e avaliar se não está na hora de trocar de emprego e, até mesmo, de profissão.

 

 


Sites parceiros