Você sabe o que é uma falsa magra? Pessoas com excesso de peso sempre foram vistas como não saudáveis, mas estudos indicam que muitas pessoas que são aparentemente magras talvez não sejam tão saudáveis quanto parecem. Para ter a saúde em dia, o segredo é um só: dieta e exercícios.

 

O que é uma falsa magra

Uma falsa magra é aquela que geralmente consegue comer doces, frituras e outras coisas que a maioria das mulheres passam longe e não praticar exercícios físicos, sem que isso afete o seu peso – no máximo, possuem gordura localizada, principalmente na barriga ou nos culotes ou coxas.

falsa magra
Pessoas magras podem apresentar percentual de gordura corporal muito elevado. Foto:iStock, Getty Images

Quando as mulheres estão no seu peso normal, ou seja, com o seu índice de massa corporal adequado, em geral elas não se preocupam com a sua composição corporal.

Entretanto, mesmo com o peso dito como ideal, a falsa magra pode ter um percentual de gordura no corpo muito elevado, estando assim exposta aos mesmos riscos de desenvolver doenças que aquelas que estão fora do seu peso ideal.

 

Um levantamento realizado nos Estados Unidos e publicado no Journal of the American Medical Association ilustra bem o problema.

Pessoas que estão acima de seu peso são consideradas em trânsito de pré-diabetes para diabetes tipo 2 – no caso dos Estados Unidos, isso corresponde a 68% da população.

A pesquisa descobriu, porém, que mesmo sendo magros, 25% dos americanos apresentam o quadro de pré-diabetes e são considerados metabolicamente obesos.

 

Falsa magra: exercícios podem ajudar

Se você é uma falsa magra, é verdade que não precisa perder peso. Deu para perceber, porém, que é importante praticar atividades físicas para livrar-se do risco de doenças. Quer saber como fazer? Confira alguns exercícios que auxiliam nesse objetivo.

 

1. Exercícios Cardiovasculares

Os exercícios cardiovasculares ajudam a falsa magra a reduzir o índice de gordura queimando calorias. Faça exercícios dessa natureza de três a cinco dias por semana, por aproximadamente 20 a 30 minutos – com isso, será possível ter uma perda moderada de gordura. Algumas dicas de atividade são caminhadas, corridas ou ciclismo.

 

2. Abdominais

Fazer abdominais é importante para reduzir a fadiga e tonificar os músculos estomacais. E não é preciso chegar à exaustão com esse tipo de exercício, basta praticá-los por apenas cinco minutos, todos os dias, dando mais atenção ao movimento do que ao número de repetições.

 

3. Modifique a dieta

Não são apenas os exercícios que conseguem ajudar as falsas magras a reduzir o risco do aparecimento de doenças. Focar na dieta também é importante para cumprir esse objetivo.

 

Para isso, é válido consumir proteína no início do dia e em cada refeição. Isso fará com que o metabolismo funcione a pleno vapor e também diminuirá a fome. Que alimentos servem para essa finalidade? Ovos, nozes e peixes são boas alternativas.

 

Além disso, é fundamental evitar alimentos processados e dar preferência aos naturais. Muitos deles incluem ingredientes capazes de aumentar a fome e outros compostos químicos que são prejudicais ao organismo humano.

 

Suplementos de algumas vitaminas, dependendo da sua carência, também ajudam. Eles fazem seu metabolismo acelerar e, por consequência, queimar calorias e balancear o nível de açúcar no sangue.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA