Guia do Câncer

Conheça quais são os sintomas da inflamação da próstata

Por Redação Doutíssima 05/11/2015

A prostatite ou inflamação da próstata pode acontecer em homens de todas as idades. Essa condição ocorre quando a próstata e a área circundante ficam inflamadas. Para alguns homens, o problema passa despercebido, sem sintomas, mas para outros é possível que os sinais apareçam – inclusive com dor intensa.

 

Sintomas da inflamação da próstata

A próstata é uma glândula pequena encontrada no homem que se situa entre o pênis e a bexiga. Ela produz um líquido branco espesso que é misturado com o esperma para criar o sêmen. Ao contrário de outras condições da próstata que geralmente afetam os homens mais velhos, a prostatite pode se desenvolver em homens de todas as idades.

 

Os especialistas indicam a existência de dois tipos de prostatite. A prostatite crônica é a mais comum e caracterizada pelas idas e vindas dos sintomas, sendo que na forma bacteriana do problema ainda podem se desenvolver de forma lenta e menos intensa. Ela costuma atingir mais jovens e homens de meia-idade, podendo causar infecções recorrentes do trato urinário.

 

A prostatite aguda é menos comum, mas mais grave. Caso ela não seja tratada pode até mesmo ser fatal. Muitas vezes ela é assintomática, e descoberta apenas quando é feito o diagnóstico de algum outro problema. 

Novembro azul e a Inflamação da próstata

Novembro Azul: campanha busca difundir conhecimento sobre doenças da próstata. Foto: iStock, Getty Images

 

Quando os sintomas da inflamação da próstata se revelam, normalmente há quatro sinais clássicos. Eles incluem necessidade frequente e urgente de urinar, dificuldades de urinar, dor ou queimação durante a urinação e calafrios ou febre. Quando esses sintomas estiverem presentes, vale a pena procurar um médico para maiores investigações.

 

Isso porque de acordo com uma recente pesquisa conduzida por pesquisadores do John Hopkins Kimmel Cancer Center, nos Estados Unidos, homens com inflamação da próstata crônica têm maiores chances de desenvolver câncer de próstata. Para realizar esse estudo, foram analisadas biópsias de tecidos benignos de 191 homens com câncer e de 209 homens sem câncer.

 

Os resultados mostraram que havia sinais de inflamação em 86,2% dos pacientes com câncer, e em apenas 78,2% dos pacientes sem câncer. Isso significa que a presença de inflamação aumenta em 1,78 vezes o risco do aparecimento de câncer, e 2,24 vezes o risco do surgimento de um câncer agressivo.

 

Condição é tratável

A causa desse problema nem sempre são claras, podendo ter origem bacteriana e ser decorrente inclusive de algum procedimento médico realizado na região. Além disso, outros fatores de risco observados são a obstrução da bexiga, infecções ou algumas doenças sexualmente transmissíveis.

 

O tratamento para a prostatite crônica geralmente tem o objetivo de controlar os sintomas. Os analgésicos podem ajudar a aliviar sua dor, mas outros medicamentos muitas vezes são prescritos caso haja problemas com a micção. Esses últimos servem para ajudar a relaxar os músculos da próstata e da base da bexiga. Em casos mais extremos, talvez seja necessária internação hospitalar.

 

Caso você apresente algum sintoma de inflamação da próstata, é fundamental buscar ajuda médica. Somente um profissional especializado conseguirá investigar a fundo o problema, definir suas causas e outras condições relacionadas, e indicar o tratamento mais adequado.

 

Novembro Azul

Em 2003 foi criado na Austrália um movimento que aproveitou as comemorações do Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata, comemorado em 17 de novembro. Conhecido como “Movember” em diversas partes do mundo e como Novembro Azul no Brasil, trata-se de uma iniciativa semelhante ao Outubro Rosa para as mulheres.

 

Esse período é marcado por diversas campanhas. Elas buscam alertar os homens quanto à necessidade e à relevância da prevenção de doenças masculinas – sobretudo o câncer de próstata.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros