Guia do Câncer

Saiba quais são as possíveis complicações do câncer de próstata

Por Redação Doutíssima 09/11/2014

Excetuando-se os cânceres de pele, o câncer de próstata é o tumor mais frequente em homens hoje em dia. A doença responde por 4 de cada 10 cânceres que atingem a população masculina com mais de 50 anos de idade e é também o segundo tipo que mais causa morte no Brasil.

Quando não diagnosticado e tratado adequadamente, o câncer de próstata pode causar metástases e sequelas como dor óssea, anemia ou perda de peso. Outras complicações do câncer de próstata são a impotência e a incontinência urinária. Por isso é essencial cuidar da saúde e fazer exames preventivos.

complicacões-do-cancer-de-prostata

Doença pode provocar diversas sequelas com sua evolução. Foto: iStock, Getty Images

Complicações do câncer de próstata dependem do tratamento

O câncer de próstata é uma doença que se desenvolve nessa glândula, parte do sistema reprodutor masculino. Ela ocorre quando as células sofrem mutações e se multiplicam sem controle.

Este tipo de câncer se desenvolve geralmente em homens acima dos 50 anos de idade. O grande problema é que a doença é silenciosa e demora a desenvolver sintomas. O diagnóstico precoce, por isso, propicia 90% de chance de cura.

O tratamento do tumor localizado pode ser cirúrgico ou radioterápico. A radioterapia pode curar o câncer de próstata em estágio inicial. No entanto, este processo é muito mais demorado, com a necessidade de mais de 30 sessões.

Além disto, o procedimento pode apresentar efeitos colaterais como incontinência urinária, inflamação do reto e da bexiga e até mesmo impotência sexual, sendo estas grandes complicações do câncer de próstata.

A remoção cirúrgica da próstata, ou prostatectomia, é um tratamento comum tanto para os cânceres de estágio precoce quanto para aqueles que falharam em responder à radioterapia. Com ele, a próstata é retirada integralmente, o que viabiliza a cura do câncer.

No entanto, qualquer procedimento cirúrgico traz consigo riscos e possíveis efeitos colaterais. Quanto mais idoso for o paciente, maior o risco de estas complicações ocorrerem.

Riscos e complicações do câncer de próstata: cirurgia

Os riscos cirúrgicos em qualquer tipo de prostatectomia radical são muito parecidos, assim como os de qualquer cirurgia de grande porte, incluindo os riscos anestésicos.

As principais complicações do câncer de próstata após o procedimento cirúrgico são o risco de infarto, de derrame e de trombose em pernas, embolia pulmonar e infecção no local da incisão.

Além disto, há o risco de efeitos colaterais como a incontinência urinária, que atinge até 5% dos pacientes operados, e a impotência sexual, que atinge 50% dos casos. No caso de um quadro de incontinência urinária como uma das complicações do câncer de próstata, ela pode afetar o paciente, não só fisicamente mas emocional e socialmente.

São raros os casos em que após a cirurgia, o homem perde toda a capacidade de controlar sua bexiga, o que é chamado de incontinência urinária contínua, pois geralmente o controle da bexiga retorna ao normal dentro de algumas semanas ou meses após a prostatectomia radical.

Para evitar as complicações do câncer de próstata, o mais indicado é a prevenção. Com base nisso, o a Sociedade Brasileira de Urologia e o Instituto Lado a Lado pela Vida criaram a campanha Novembro Azul.

Por meio dela, busca-se conscientizar os homens sobre o risco do câncer de próstata e a importância da prevenção e realização o exame de toque retal e a dosagem de PSA periodicamente.

 

 


Sites parceiros