Hoje em dia existem apps para quase tudo e o reino da contracepção não está isento desse fenômeno. A tabela menstrual é o método usado por muitos aplicativos de controle de natalidade, todos facilmente acessíveis e úteis. Vale lembrar que ele não protege contra possíveis doenças sexualmente transmissíveis e, por isso, ainda assim a camisinha é necessária.

tabela menstrual shutterstock doutissima
Aplicativos para celulares ajudam mulheres a ter controle sobre a tabela menstrual. Foto: Shutterstock

 

Aplicativos podem ajudar na contracepção

A tabela menstrual, ou antiga tabelinha, é uma das opções de controle de natalidade para mulheres que não podem ou preferem não tomar hormônios. Alguns aplicativos apresentam uma versão aprimorada e mais fácil de usar desse método. Normalmente, eles envolvem o acompanhamento da temperatura corporal, do muco cervical ou do ciclo menstrual para determinar os dias em que você está mais propensa a engravidar.

 

É tão simples quanto parece. Basta medir a temperatura basal do corpo com um termômetro especial – normalmente está entre 96 e 98 graus antes da ovulação. Logo após a ovulação, essa temperatura sobre um pouco. É a partir desse aumento que o aplicativo mede os dias que você está mais apta a engravidar.

 

Uma outra alternativa é verificar o muco cervical diariamente, monitorando mudanças de cor e espessura ao longo do mês. Geralmente as mulheres produzem muco logo após a ovulação, sendo durante esses dias “escorregadios” as maiores chances de engravidar. É importante saber que nesse método é essencial traçar as mudanças ao longo do mês para saber quando se deve ou não fazer sexo.

 

Além disso, a tabela menstrual pode ser usada quando a mulher mantém o registro dos dias do seu ciclo. Conta-se o dia da menstruação como dia 1. Dos dias 8 a 19 de cada ciclo, considera-se que ela está no período fértil. Em outras palavras, é possível fazer sexo entre os dias 1 e 7 e depois do dia 20 até a próxima menstruação.

 

Para monitorar e controlar todas essas mudanças corporais, é possível utilizar apps que organizam essas informações. Eles também fazem todos os “cálculos” e acabam indicando quais os melhores dias para o sexo, conforme seus objetivos – engravidar ou não.

 

Tabela menstrual é eficaz?

Esse método contraceptivo é bastante eficaz. Usado corretamente, a taxa de insucesso é de apenas 0,4 a 5%, de acordo com um estudo publicado na revista Contraception. Porém, para ele ser realmente eficaz requer casais altamente motivados para observar todas as informações, e além disso, a mulher precisa ter um período menstrual bastante regular.

 

Há ainda outras vantagens, como não ter custo algum e estar prontamente disponível. Com ele você ainda consegue evitar o uso de hormônios, como aqueles contidos nas famosas pílulas anticoncepcionais.

 

Para ter sucesso com esse tipo de alternativa contraceptiva, é preciso a cooperação do parceiro. Ele é inadequado para mulheres que tenham ciclos menores de 26 dias ou maiores de 32 dias. Vale lembrar ainda que ele não protege contra doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) – então em alguns casos será impossível fugir da camisinha.

 

Independentemente do método contraceptivo que você adote, lembre-se que precisa usá-lo corretamente para que sejam eficazes. Atualmente, é bastante fácil se informar sobre todos e os aplicativos de celular podem ser uma ótima ferramenta para ajudar nessa missão.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA