[the_ad_group id="16401"]
Primeiros Socorros > Saúde

Ondas gigantes chegando? Saiba como elas surgem

Por Redação Fortíssima 08/02/2016

Experimentar desastres naturais é uma experiência intensa e que pode colocar em risco a sua vida. As ondas gigantes, mais conhecidas como tsunamis, estão entre os mais ameaçadores. Mas você já parou para pensar como elas acontecem? Confira.

Onde acontecem as ondas gigantes

Em 2011, o mundo inteiro ficou assustado com o enorme tsunami que ocorreu no Japão e devastou cidades inteiras. Esse tipo de incidente é comum em algumas partes do mundo. O Brasil não é um local onde essas tragédias naturais aconteçam.

Mais comuns em torno da costa e das áreas de praia, próximas a oceanos e mares, as ondas gigantes geralmente são causadas por um terremoto. Os tremores são possíveis em áreas nas quais as placas tectônicas colidem umas com as outras, bem como em áreas com falhas geográficas.

Imagem de ondas gigantes

Ondas gigantes ocorrem com mais frequências no Oceano Pacífico. Foto: iStock, Getty Images

Esse tipo de onda ocorre com mais frequência no Oceano Pacífico, particularmente ao longo do chamado Anel de Fogo do Pacífico. Os países costeiros desse oceano são as áreas mais propensas do mundo a ter tsunamis. Entram na lista Japão, Estados Unidos, México, Filipinas, Rússia, Equador, China, Chile, Papua Nova Guiné, Maldivas, Indonésia e Itália.

E o Brasil? Rumores sobre um possível fato semelhante no país ocorreu em 2005. Um estudo da Universidade College London, do Reino Unido indicou que, a partir de uma movimentação em vulcão das Ilhas Canárias seria possível a formação de um tsunami de nove metros no Oceano Atlântico.

Porém, especialistas confrontam a ideia e indicam que até chegar em terras brasileiras – se chegar – essa onda seria pequena.

Como agir em caso de tsunamis

As cidades com ocorrência desse tipo de ondas costumam estar bem preparadas para elas. Se você estiver em uma dessas zonas é imprescindível saber como agir. Há atitudes que podem realmente salvar sua vida e de sua família. Veja o que você deve fazer:

  • Esteja preparado para uma onda gigante: se você estiver viajando para áreas onde eles são comuns, é vital estar preparado. Dentro de sua mala de viagem certifique-se de manter um kit de emergência
  • Procure um lugar alto: os sinais vitais que podem ser usados ​​para detectar um tsunami iminente são sentir tremores sob os pés, verificar se a água começa a recuar ou se você ouvir um rugido alto. Além disso, obviamente esteja atento a quaisquer avisos divulgados pelas autoridades locais
  • Espere até que tudo de acalme: os tsunamis não tendem a atacar uma vez, existem vários ciclos ao longo do tempo – e alguns podem durar até dias. É por isso que é importante se manter em um lugar alto por um período ou até as autoridades indicarem ser possível sair de lá em segurança.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]