Se o seu objetivo é definir melhor a silhueta e diminuir as saliências no corpo, você deve estar se perguntando: qual é o redutor de medidas mais eficaz? Na verdade, a técnica mais assertiva envolve três fatores: dieta, exercício físico e o uso da tecnologia adequada ao tratamento do seu problema, seja ele gordura, flacidez ou celulite.

De acordo com o dermatologista Abdo Salomão, a melhor alternativa é conversar com um profissional especializado para definir qual é o tratamento estético adequado em cada caso. “A partir da queixa do paciente, o especialista pode ajudar com o uso das tecnologias indicadas para ele”, informa ele.

Redutor de medidas
Atividades físicas, alimentação saudável e tratamentos estéticos garantem uma silhueta bem delineada. Foto: iStock, Getty Images

Tratamento redutor de medidas: 2 opções

Para quem precisa eliminar gordura, Salomão menciona dois tratamentos que oferecem resultados excelentes: o Power Shape e o Cool Shaping. Eles podem ser realizados isoladamente ou em conjunto, pois ainda atuam no combate à flacidez. Ambos os procedimentos são de última geração.

“A tecnologia Cool Shaping é um método não invasivo que acaba com as células de gordura através do frio, num processo muito seguro para o paciente. A aplicação em baixa temperatura promove a redução da área de gordura pela destruição seletiva das células adiposas, que acabam sendo eliminadas pelo organismo”, explica.

Conforme esclarece Salomão, o equipamento contém duas ponteiras associadas ao LED vermelho, sistema que protege o tecido de hematomas e complicações, além de melhorar a qualidade da pele. “Com o tratamento, ocorre uma redução de 25% a 30% de gordura da área”, resume.

Após o Cool Shaping, para potencializar o tratamento, é possível apostar também no Power Shape que, por meio da tecnologia de radiofrequência e ultrassom cavitacional, reduz as células de gordura. Ele também promove a firmeza e tônus da pele.

“O Power Shape produz calor no interior dos tecidos e estimula a formação de um novo colágeno (neocolagênese). Suas ondas ultrassônicas criam microcavidades no tecido gorduroso até sua implosão, o que ajuda na eliminação das células gordurosas”, aponta Salomão.

Após os tratamentos, o paciente pode voltar imediatamente à rotina. Mas de acordo com o dermatologista, é importante manter uma dieta com baixo teor calórico, para auxiliar nos resultados do procedimento. Isso ajuda a evitar que as células de gordura voltem a se reconstituir.

Dieta e exercícios são fundamentais

Os tratamentos estéticos são ótimos aliados na queima de gordura. Mas de nada adiantam se não forem associados com uma dieta equilibrada e exercícios físicos. “A pessoa tem que fazer uma reeducação alimentar, aprender a comer bem e, se possível, contar com a orientação de um profissional da área de nutrologia”, sustenta Salomão

Outro ponto importante é mexer o corpo. “O ser humano hoje mal faz força. O sedentarismo está cada vez mais presente na vida das pessoas. Então, é necessário frequentar uma academia e fazer outras atividades físicas, principalmente exercícios aeróbicos, que vão consumir bastante energia e contribuir para uma vida saudável”, finaliza.

E aí, o que achou do artigo sobre redutor de medidas? Aproveite e compartilhe nas redes sociais!