Bem-Estar > Psicologia

Dia Nacional de Combate ao Estresse: Entenda a doença

Por Tatiana Barros 23/09/2016

O stress é uma doença que, cada vez mais, faz parte do mundo atual, onde somos bombardeados com um excesso de informação todo o tempo, acompanhado de pressões no trabalho e em outros setores e correrias. E esse é um problema sério que pede ajuda psicológica para ser contornado. Por isso, 23 de setembro é considerado o Dia Nacional de Combate ao Estresse.

Dia Nacional de Combate ao Estresse. (Foto: Istock)

Dia Nacional de Combate ao Estresse. (Foto: Istock)

Dia Nacional de Combate ao Estresse

O estresse é uma reação normal do corpo que acontece quando a pessoa passa por uma situação que exige mais dela. Em certas ocasiões, ele é visto como algo positivo, por colocar o corpo em alerta, preparando-o para reagir a essas circunstâncias. O grande problema é quando o estresse passa a ser constante e intenso, trazendo prejuízos para o organismo e afetando a qualidade de vida. O estresse também pode ser ocasionado por fatores internos, como em casos de pessoas que sofrem de ansiedade ou são perfeccionistas.

Segundo a psicóloga Miriam Pontes de Farias, as principais reclamações dos pacientes que a procuram atualmente em seu consultório são para tratar o estresse. “Nem sempre essas pessoas realmente desenvolveram um quadro de stress grave, mas se não tratarem, o que no primeiro momento são apenas sinais de estresse, pode com o passar do tempo vivenciando estas situações intensamente e continuamente desenvolver doenças sérias e perigosas a saúde”, esclarece.

Sintomas de estresse psicológico:

Ansiedade, angústia, nervosismo, preocupação em excesso.
Irritação, medo, impaciência.
Problemas de concentração e de memória.
Desorganização, dificuldade em tomar decisões.
Cometer mais erros que o habitual, esquecimentos.
Sensação de perda do controle.
Sintomas físicos do estresse:

Sintomas físicos do estresse:

Problemas cardíacos e gastrointestinais.
Facilidade em ficar doente.
Alergias, asma, insônia.
Tensão muscular, mãos frias e suadas.
Dor de cabeça ou enxaqueca, problemas de pele e dores no pescoço.
Queda de cabelo anormal.

Tratamento do estresse

Aos primeiros sintomas do estresse, é essencial buscar ajuda psicológica. O profissional saberá passar as melhores técnicas para ajudar a reduzir os sintomas e, caso julgue necessário, receitar medicamentos para ajudar no tratamento.

Para ajudar a lidar com esse problema, a psicóloga Miriam Pontes de Farias aplica técnicas de hipnose clínica em seu consultório. De acordo com ela, quando a pessoa está hipnotizada consegue até mesmo resolver problemas complexos, fazer improvisos e ainda manter uma capacidade crítica sobre o que lhe está sendo sugerido. A técnica ainda é utilizada para tratar casos de tabagismo, fobias, síndrome do pânico, depressão, ansiedade, problemas sexuais, problemas de fala, dores crônicas, tiques, baixa autoestima, obesidade, melhora a concentração e a memória.

Além disso, a mudança de alguns hábitos também é essencial para cuidar do estresse, como: praticar atividades físicas, adotar uma dieta balanceada, dormir bem e reduzir o uso do celular. É importante ainda refletir sobre as situações que estão causando o estresse e analisar o que possa ser feito para contornar esse problema.

Você já sofreu de ansiedade em algum momento da vida? Como lidou com o problema? Para saber mais sobre bem-estar e psicologia, não deixe de acompanhar as matérias do Doutíssima. Você pode ainda acompanhar nossas novidades, curtindo a Fan Page no Facebook.


Sites parceiros