[the_ad_group id="16401"]
Dica do Dermatologista

Como evitar cicatrizes da pele

Por Redação Fortíssima 03/05/2013

Especialistas dão dicas de como evitar cicatrizes da pele e marcas causadas pelas lesões na pele.

Como evitar cicatrizes

Arranhão, queimadura ou corte, seja qual for o machucado, a grande preocupação das pessoas é saber se ele vai gerar uma cicatriz na pele. O médico dermatologista Gilvan Alves, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que a cicatriz é o resultado de um trauma entre a epiderme e a derme (camadas superior e inferior da pele, respectivamente), geralmente em conseqüência de um acidente ou de uma incisão feita durante uma cirurgia.

A cicatriz se forma depois de um tempo após o corte. Se a lesão for de pequenas dimensões, a marca dura poucos dias. Mas, se for grave, pode durar a vida inteira. “É importante ressaltar que a capacidade de regeneração no tecido da pele é geneticamente determinada. Ou seja, varia de uma pessoa para outra”, afirma ele.

O cirurgião plástico Wandler de Pádua conta que muitas pessoas optam por fazer uma tatuagem para cobrir a cicatriz. Mas atenção: o tempo de espera deve ser no mínimo de 12 meses após a lesão. Nesse período é importante evitar a exposição ao sol, que pode manchar e retardar a cicatrização. “Após o processo de cura, é importante procurar um especialista para que seja avaliado o grau da cicatriz e para dar início ao tratamento estético”, detalha De Pádua.

A alimentação e o repouso influenciam sobremaneira no processo de cicatrização. Gilvan esclarece que verduras e frutas ricas em vitamina C aumentam a resistência contra infecções, ajudam na cicatrização de feridas e na recuperação de doenças, além de serem fontes de outras vitaminas e sais minerais. “Além disso, deve-se evitar esforço físico na área da lesão e sempre manter o machucado úmido e coberto para evitar o desenvolvimento da ‘casca’ na ferida, o que pode gerar a quelóide – uma cicatriz grossa e em alto relevo”, complementa.

Tratamento – Dentro da grande variedade de tratamentos, existem alguns métodos de clareamento que ajudam na correção da cicatriz. Entre os mais indicados estão as injeções de corticóide, que funcionam como antiinflamatório e também diminuem o tamanho da cicatriz. Outra opção é o laser fracionado, que provoca uma troca da epiderme (formação de uma nova pele sobre a cicatriz). Cremes à base de vitamina C e ácido retinóico ajudam nesse processo. A terapia compressiva, feita com uma placa de silicone, também está entre os tratamentos indicados para a diminuição das quelóides.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]