[the_ad_group id="16401"]
Sem categoria

Dicas para malhar: aprenda a medir a sua evolução na academia

Por Redação Doutíssima 30/03/2014

Emagrecer, ganhar músculos e moldar o corpo. Os resultados proporcionados pela atividade física dependem, entre outros fatores, da evolução na academia. É por isso que medir o desempenho na malhação é tão importante, pois serve para que você possa avaliar o que está correto e o que precisa ser mudado durante os exercícios.

Mas como medir a evolução na academia? E quando você percebe que ela está estagnada, como potencializar os treinos com segurança?

evolução-na-academia-doutissima-iStock

Medir o desempenho é importante para avaliar o que está correto e o que precisa ser mudado. Foto: iStock, Getty Images

Como avaliar a evolução na academia

Já está há alguns meses na academia e não sabe quais foram os resultados alcançados? Então, é hora de avaliar sua evolução. É comum que as pessoas não percebam as mudanças no próprio corpo por se verem a todo instante, por isso, é necessário lançar mão de algumas táticas.

Embora muita gente procure somente a balança para avaliar o corpo, ela pode até mesmo deturpar os resultados. Isso porque você pode ter aumento de peso e redução de medidas ao mesmo tempo, e vice-versa. Essa relação depende do índice de massa magra que você possui, pois ela interfere no resultado da balança.

Para acompanhar os resultados, utilize a fita métrica. Pelo menos uma vez por mês, tire as medidas de seu corpo: assim, você saberá se perdeu alguns centímetros, ganhou músculos ou não. Meça busto, cintura, pernas, braços e glúteos. Dessa forma, terá os resultados reais de sua malhação.

Outra medida importante é conferir a porcentagem de gordura corporal. Assim, será possível avaliar corretamente se você ganhou massa muscular e perdeu gordura. O ideal é fazer essa medição com o auxílio de outra pessoa e utilizando o adipômetro.

Além disso, esteja atento aos treinos para medir a evolução na academia no que se refere ao condicionamento e esforço físico durante os exercícios. Observe a facilidade ou dificuldade com que você realiza os movimentos.

Se estiver muito fácil, isso pode ser um sinal de que é preciso aumentar a carga dos treinos. Entretanto, é preciso ter cuidado para não exagerar e ainda manter a carga de acordo com seus objetivos. Para isso, é imprescindível a orientação de um profissional.

Como evoluir na malhação

Não adianta esperar por resultados milagrosos se você mata alguns treinos durante a semana. Para ter os ganhos da malhação, é necessário treinar, no mínimo, três dias. De quatro a cinco dias é ideal para intensificar a atividade física. Portanto, nada de se render à preguiça!

Lembre-se: mais do que cinco dias geralmente é recomendando apenas para atletas, já que o corpo precisa de um tempo para descansar.

Além disso, é fundamental aliar os exercícios físicos a uma alimentação equilibrada. Se você consumir muitos alimentos gordurosos e com açúcar, por exemplo, mesmo que malhe com frequência, não evoluirá na academia. Por isso, invista em uma alimentação saudável e, se possível, procure um nutricionista que recomende uma dieta voltada aos seus objetivos.

Por fim, o ideal é que você combine treinos com exercícios de força e aeróbicos. Quando perceber a necessidade de mudança da intensidade, conte com a ajuda de um profissional e intensifique ainda mais a malhação, mas dentro dos limites permitidos pelo seu corpo.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]