Especialidades

Glicemia de jejum é importante no diagnóstico do diabetes

Por Redação Doutíssima 24/10/2014

A glicemia de jejum é um exame usado para medir o nível de açúcar no sangue naquele determinado instante. Ela determina se há um quadro de hipoglicemia ou hiperglicemia, servindo ainda para monitorar o tratamento do diabetes.

glicemia

Exame ajuda a verificar índice de açúcar no sangue em determinado momento. Foto: iStock, Getty Images

As principais doenças envolvidas na dosagem de glicose para diagnóstico e acompanhamento são o diabetes tipo 1 e 2, nas quais a concentração de glicose se encontra elevada. Pode acontecer ainda que o exame de glicemia de jejum seja solicitado pelo seu médico ainda que você não tenha sintomas definidos.

 

No entanto, existem alguns sintomas ou condições que podem levar seu médico a pedir o exame de glicemia de jejum para uma investigação mais profunda.

 

Quando fazer o exame de glicemia

 

Entre esses sintomas, pode-se destacar a vontade de urinar várias vezes ao dia, sede intensa, perda de peso apesar da ingestão de alimentos, glicemia fora do jejum maior que 200mg/dl, desidratação, tonturas, mal estar, fome intensa, náusea, desmaios ou comas e troca da dosagem ou do medicamento para tratamento do diabetes.

 

Clinicamente não existem contraindicações para a realização da glicemia de jejum. No entanto, são necessários alguns cuidados no dia do exame, como manter um jejum mínimo de 8 horas, em que é permitida apenas a ingestão de água – com algumas ressalvas, como:

 

– Crianças até três anos podem fazer jejum de três horas

– Crianças de três a nove anos podem fazer jejum de quatro a cinco horas apenas.

 

Além disso, caso o paciente estiver em tratamento para o diabetes, o jejum não é recomendado e o exame deve ser feito antes da próxima dose de insulina.

 

Recomendações para medir a glicemia

 

Também é recomendado evitar a ingestão de qualquer medicamento durante o período de jejum, visto que eles podem interferir no resultado. Para saber se você pode ou não interromper a medicação, converse com seu médico.

 

Caso você não possa, ele levará isso em conta quando for analisar os resultados do exame. A alimentação deve ser mantida rotineiramente até a hora do início do jejum.

 

Antes da realização dos exames, é indicado que  no dia anterior o paciente evite exercícios físicos vigorosos, ingestão de cafeína em grande quantidade e ingestão de álcool.

 

Passado o período de jejum orientado conforme a idade, é colhido o sangue que será dosado em uma máquina automatizada para verificar a glicemia. Geralmente o resultado sai rapidamente, entre 30 minutos ou até 24 horas, conforme as orientações do laboratório.

 

É importante que a glicemia de jejum seja repetida periodicamente para controle do tratamento do paciente com diabetes. Portadores de diabetes tipo 1 fazem o exame com maior frequência, pois precisam saber os níveis de glicose para ajustar a dose de insulina a ser aplicada.

 

Portadores de diabetes tipo 2 em uso de medicação oral – e eventualmente insulina – fazem o exame com uma frequência menor, geralmente durante a consulta médica. Pessoas que não possuem diabetes fazem o exame de glicemia de jejum anualmente, juntamente com o check-up médico.

 

 


Sites parceiros