Tabagismo

Uso do tabaco: Entenda por que o cigarro vicia

Por Redação Doutíssima 30/10/2014

Antigamente, o tabagismo não era considerado uma doença. Houve uma época em que fumar era sinônimo de status e riqueza. Hoje, porém, a situação não é mais assim. No final dos anos 80, foi comprovado que o tabaco faz mal à saúde.

tabaco

Fumar é a principal causa de uma série de doenças perigosas. Foto: iStock, Getty Images

Tabaco e nicotina: dupla perigosa à saúde

 

O principal problema é a presença da nicotina. Essa substância, altamente viciante, ativa uma série de neurotransmissores que dão uma sensação de prazer. É por isso que muitas pessoas fumam quando estão ansiosas ou depressivas.

 

Com o tempo, o vício vai se tornando maior. Quando a pessoa aprende que o tabaco lhe proporciona a sensação de prazer, fica difícil não acender um cigarro em cada momento tenso – e, quando não conseguem, sofrem com a crise de abstinência da nicotina.

 

Essas crises geram reações como irritação, nervosismo, cansaço, ansiedade, depressão, tristeza e aumento de apetite – o que, consequentemente, leva também ao aumento de peso.

 

Normalmente a abstinência do tabaco começa 24 horas depois que a pessoa fumou pela última vez. E essa é uma das principais dificuldades para quem quer largar o cigarro, já que os sintomas da sua falta aparecem rapidamente e as pessoas acabam não aguentando, voltando ao vício.

 

A duração média dos sintomas de abstinência é de três a quatro semanas. Isso significa que, se a pessoa for persistente e aguentar o primeiro mês, depois fica mais fácil resistir ao cigarro.

 

Entretanto, é importante saber que o aumento de apetite e a vontade de fumar podem durar meses. A intensidade do desejo de acender um cigarro acaba se tornando menor, mas ainda existe. É por isso que muitos tratamentos são utilizados para deixar o vício, com remédios que ajudam a diminuir as crises de abstinência.

 

Terapia ajuda a largar o tabaco

 

Outra opção para quem quer largar o cigarro são as terapias e os grupos de apoio. Procurar esse recurso é uma ótima saída para quem quer mudar os hábitos de vida. Nesses encontros é possível conhecer outras pessoas que passam pela mesma dificuldade, e através do relato delas você vai ter mais força de vontade para parar de fumar.

 

O melhor a fazer, quando se decide lagar o tabaco, é procurar um médico. Ele vai passar algum medicamento que auxilie nos sintomas de abstinência e dicas de como ter uma vida mais saudável.

 

Manter uma alimentação equilibrada e praticar atividades físicas também é uma ótima saída para quem enfrenta o vício. Os exercícios físicos estimulam o nosso corpo a produzir hormônios que proporcionam bem estar. Dessa forma, você vai deixar um vício ruim por uma atividade positiva, ganhando em qualidade de vida.

 

 


Sites parceiros