[the_ad_group id="16401"]
Medicina Alternativa

O que é hipnose: entenda como a terapia funciona

Por Redação Doutíssima 05/01/2015

Existem muitos mitos que circulam buscando explicar o que é hipnose. No entanto, a terapia não possui tantos mistérios quanto parece e pode ter feito parte da sua vida sem que nem percebesse.

Ela se caracteriza por um estado psicológico especial, em que a mente atinge uma capacidade mental diferente, mais focada e concentrada. Pode haver indução para chegar a esse “novo espaço da mente” através de um pêndulo, movimentos de mão, compassos ou instruções por voz.

 

o que e hipnose

Técnica de hipnose já era aplicada no Antigo Egito. Foto: iStock, Getty Images

 

Fatos mostram o que é hipnose desde o Antigo Egito

Desde os tempos do Antigo Egito, em 1550 a.C., encontram-se fatos que começam a explicar o que é hipnose. Utilizada em diferentes tratamentos, ela une inúmeros fenômenos que envolvem a própria natureza da mente, produzindo impactos diferentes em cada pessoa que a experimenta.

Quando não realizada com cuidado e acompanhamento de um especialista, a hipnose pode provocar danos mentais porque envolve questões psicológicas que podem ou não ser agravadas dependendo da terapia utilizada.

Muitas pessoas não entendem o que é hipnose e no que pode contribuir. Ela é uma terapia bastante utilizada para tratamentos de medos e fobias, quadros de depressão, redução do sofrimento em pacientes com doenças terminais, problemas de amnésia, redução de atitudes violentas, problemas de insônia, preparação mental para momentos decisivos.

A técnica é ainda aplicada para superação de vícios, entre vários outros motivos que têm como causa principal questões mentais. Ser hipnotizado, entretanto, não é algo simples. É preciso confiar no procedimento e querer a hipnose. Devido a isso, recorrer a um profissional qualificado é muito importante.

Métodos que explicam o que é hipnose

Existem diversas maneiras de acessar a mente através da hipnose. Uma delas é a fixação dos olhos, feita através da observação direta e fixa em algum objeto, como pêndulo ou relógio. O método narrativo é realizado quando se solicita à pessoa o relaxamento de cada membro, um por vez, até que o profissional hipnotizador começa a criar uma história.

A forma de confusão é um processo que ilude a pessoa com maior resistência com atos pouco comuns. Um exemplo de o que é hipnose nesse caso seria um aperto de mão no paciente que vai se tornando uma massagem prolongada, desviando a mente da situação em que ele se encontra.

No meio hipnótico do desequilíbrio, o hipnotizador solicita ao paciente que permaneça em uma posição complicada de se manter, ao passo em que exige a concentração dele em seus membros.

É possível também hipnotizar pelo choque, quando ocorre a simulação de uma hipnose comum que é quebrada com um gesto rápido. Por exemplo, o profissional está passando pelo paciente e exige que ele durma de modo brusco.

A hipnose resolve alguma coisa?

Depois de descobrir o que é hipnose e no que ela consiste, algumas pessoas permanecem céticas. Porém, ela já conseguiu comprovadamente anestesiar pessoas antes de cirurgias e amputações. Também funcionou com sucesso no tratamento para cura de fumantes, pessoas com comportamento compulsivo e diversos vícios, mesmo que acompanhada de terapia.

Além disso, memórias já foram implantadas na mente de alguns pacientes por parte de hipnotizadores mal intencionados. Os casos foram levados à Justiça e julgados. A hipnose forçada também pode acontecer, mesmo quando a pessoa não tem intenção de ser hipnotizada. A atenção focada a um hipnotizador sutil pode provocar a ilusão.

 

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]