[the_ad_group id="16403"]
Saúde Mental

Conheça as principais complicações da bulimia

Por Redação Doutíssima 06/01/2015

Um distúrbio alimentar que afeta inúmeras pessoas, principalmente jovens mulheres e adolescentes, pode trazer sérias consequência ao organismo. As complicações da bulimia podem provocar depressão, transtornos mentais e, até mesmo morte.

O problema é caracterizado pelo descontrole alimentar, quando a pessoa come exageradamente, sentido uma sensação de culpa e perda de controle, provocando vômitos e abusando de laxantes para evitar engordar. Geralmente, a bulimia vem associada a uma preocupação demasiada com a aparência e com o peso.

complicacoes da bulimia

Transtorno alimentar geralmente está associado à insatisfação com o corpo. Foto: iStock, Getty Images

Causas da bulimia são principalmente psicológicas

Por ser um distúrbio relacionado à imagem, a bulimia ocorre quando a pessoa não aceita seu próprio corpo como ele é. Preocupações extremas com o peso provocam ansiedade, fazendo com que o indivíduo coma mais e se sinta culpado por isso, recorrendo a maneiras de perder o ganho de peso imediatamente.

Assim, desenvolvem-se quadros de vômito forçado, uso de laxantes e medicamentos para o intestino. As complicações da bulimia surgem, então, dessa diversidade de problemas que podem ser genéticos, familiares, psicológicos, traumáticos, culturais ou sociais.

São diversos os fatores que podem desenvolver um quadro do transtorno alimentar, mas costuma-se associá-lo sempre ao padrão de beleza imposto pela publicidade, moda e mídia em geral.

Gravidade das complicações da bulimia

A indução do vômito e o abuso de laxantes podem ter efeitos contrários no corpo. Além das reações adversas, as complicações da bulimia incluem efeitos colaterais como ganho de peso e desidratação.

O organismo sofre um desequilíbrio eletrolítico, principalmente pela perda extrema de potássio, que desencadeia sintomas que podem incluir letargia, batimentos cardíacos irregulares e, até mesmo, a morte. Além disso, a insuficiência renal é comum em pessoas com bulimia, já que os rins são forçados e não dão conta de filtrar todas as substâncias.

Outras complicações da bulimia, que têm efeito no funcionamento do corpo, são: dor abdominal, inchaço nas bochechas, mãos e pés inchados, distensão do abdômen, dores de garganta, problemas com vasos sanguíneos na região ocular, úlceras na boca, desidratação, tonturas, fraqueza, infecções generalizadas, refluxo ácido e apodrecimento dos dentes.

O surgimento de cáries, feridas na boca, danificação do estômago e do esôfago, constipação severa por uso de laxantes e menstruação irregular também são consequências da bulimia.

Complicações da bulimia podem afetar a mente

Não são apenas fatores físicos que se desencadeiam. As complicações da bulimia podem ser mentais, afetando questões psicológicas da pessoa.

Ansiedade extrema, depressão, distúrbios de sono, oscilação de humor, instabilidade emocional, sentimento de tristeza, pensamentos suicidas, dificuldade de concentração, baixa autoestima e imagem distorcida do próprio corpo são comuns para quem tem bulimia.

Em geral, os transtornos que decorrem são provenientes da compulsão por comida e a seguida purgação. Os vômitos complicam o sistema digestivo e a saúde bucal, principalmente devido ao ácido gástrico. O esôfago e o cólon também são bastante prejudicados, porque vomitar faz com surjam úlceras, rupturas e estenoses na região.

 

No intestino, devido ao uso intensivo de diuréticos e laxantes, pode ocorrer acúmulo de líquidos (um edema). Além disso, as substâncias purgantes podem causar dependência, levando a uma disfunção orgânica intestinal.

 

 


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]