Estética

Coolsculpting: método reduz gordura localizada sem cirurgia

Por Redação Doutíssima 13/08/2015

Você já imaginou que o frio poderia ajudar a reduzir medidas? Pois essa é a proposta do coolsculpting: eliminar a gordura localizada através do resfriamento, congelando as células adiposas. O tratamento estético promete a redução de 20% a 25% da adiposidade em apenas uma sessão.

O método de coolsculpting foi idealizado por pesquisadores da Universidade de Harvard. Eles concluíram que as células de gordura possuem uma reação adversa ao frio, o que serviu de inspiração para a criação da técnica. O tratamento estético já é aprovado no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

coolsculpting

Sem cirurgia, técnica faz uso do frio para eliminar as gorduras localizadas. Foto: iStock, Getty Images

Entenda como funciona o coolsculpting

Uma das vantagens da técnica de coolsculpting é que ela não é invasiva. Diferente das lipoaspirações, não são utilizadas agulhas, injeções ou anestesia. Dessa forma, o paciente é liberado imediatamente após a sessão para retomar suas atividades diárias.

Este procedimento estético é realizado em consultórios e clínicas, onde o esteticista utiliza um aparelho chamado de Zeltiq. Ele contém painéis de resfriamento, que são posicionados na região desejada. Os locais mais comuns são os braços, as costas, a barriga, as coxas e os glúteos.

O tratamento dura cerca de uma hora. Durante esse período, a região do corpo escolhida para a eliminação de gordura fica entre os painéis de resfriamento, que auxiliam no congelamento das células adiposas. O processo de morte das células é longo e, por isso, os resultados são aprimorados no período de seis a oito semanas após a sessão.

Durante o coolsculpting, a pele fica protegida com uma película de gel. Assim, a epiderme não é afetada. O procedimento também não oferece riscos aos órgãos internos, pois o congelamento é concentrado apenas na região escolhida das células.

Ao realizar o procedimento, os desconfortos experimentados pelos pacientes são um puxão forte no começo da sessão e a sensação de frio intenso, que é atenuada no decorrer dos 60 minutos de utilização do aparelho. Durante esse tempo, é possível descansar, ler um livro ou, até mesmo, trabalhar.

Cuidados em relação ao coolsculpting

Antes de realizar qualquer procedimento estético, é imprescindível conversar com o seu médico. Cada caso deve ser avaliado individualmente, antes da decisão sobre qual é o tratamento ideal para a gordura localizada.

Além disso, ao optar pelo coolsculpting, lembre-se que deve ser realizado em uma clínica especializada, por um profissional digno de sua confiança. Os resultados do procedimento são definitivos, mas isso não dispensa cuidados.

Para se livrar de vez da gordura localizada, é necessário adotar uma rotina de exercícios físicos e uma alimentação balanceada. Essa é a única forma de assegurar uma solução duradoura para evitar a adiposidade.

Quando os resultados da malhação não surtirem efeito sobre a gordura localizada, o método de coolsculpting surge como alternativa. Mas, antes de se submeter ao procedimento, também é preciso organizar as finanças: uma sessão chega a custar R$ 2,5 mil.

Gostou das informações sobre coolsculpting? Já se submeteu ao tratamento, ou pensa em fazê-lo? Compartilhe sua opinião nos comentários!

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros