[the_ad_group id="16401"]
Filhos > Gravidez e Filhos

Fases da adolescência: saiba como dialogar com seus filhos

Por Redação Fortíssima 16/04/2016

Ter vergonha do beijo de tchau da mãe, ser rebelde, querer sair com os amigos a todo momento. As fases da adolescência costumam ser marcadas por comportamentos bastante típicos, que também podem ser complexos para os pais. Afinal, o que fazer e como responder aos filhos? O diálogo ainda é a melhor escolha.

Privilegie o diálogo

A adolescência dos filhos pode ser um período bastante assustador para os pais, principalmente para os que acham que os recém-saídos da infância não possuem maturidade suficiente para lidar com essa nova fase. A dica é tentar se adaptar ao momento e entender o que ele exige.

Você deve compreender que nessa etapa da vida jovens querem tomar suas decisões e pensar por conta própria. Um dos maiores erros de muitos pais é querer regular esse tipo de espontaneidade e desejo de liberdade por meio de castigos e ameaças. A tendência é que não funcione.

Diálogo e foco na relação talvez sejam a melhor estratégia de pais vencedores nesse estágio da vida dos filhos. Afinal, as punições costumam causar certa revolta nos jovens, o que tende a afastar seu filho de você, ao invés do contrário. 

Manter as vias de comunicação abertas também possibilita ter mais liberdade para falar sobre seus receios. Acha que um amigo não é a melhor companhia ou que uma festa é perigosa demais? Haverá espaço para discutir.

Acredite, dialogar sobre isso é importante. Uma pesquisa realizada pela Wake Forest University concluiu que grande parte dos pais de adolescentes que tinham expectativas negativas quanto ao comportamento dos filhos e não dialogaram com eles sobre o assunto, viram esses receios se tornarem realidade um ano mais tarde.

fases da adolescência

É importante deixar que os filhos se divirtam, mas também conversar sobre cada etapa. Foto: iStock, Getty Images

Aprenda a lidar com as fases da adolescência

Agora que você já sabe a importância do diálogo, vale a pena dar atenção a outro problema: como negociar e conversar com eles sobre determinadas situações? Pois saiba que há várias formas de tornar essa comunicação mais eficaz.

  • Introdução

Muitos pais não sabem como introduzir alguns assuntos. Uma ótima alternativa é usar alguma deixa, seja de algum conhecido ou alguma notícia que está em alta. Comente sobre o tema e pergunte ao seu filho o que ele pensar a respeito. Já é possível ter uma boa noção da maturidade dele nessa questão.

  • Fatos

É possível que seus filhos considerem que suas visões estejam ultrapassadas. Então você deve trazer para a mesa de conversa fatos – e não meros achismos. Por exemplo, se você quiser alertá-lo sobre os perigos do sexo desprotegido, mencione estatísticas de adolescentes que engravidam ou contraíram doenças quando não usam preservativos.

  • Tenha calma

Lembre-se de que você está pedindo a opinião do seu filho sobre o assunto. Por mais que o ponto de vista não seja exatamente o mesmo que o seu, é pouco recomendável censurá-lo – sob pena de estar fechando as portas sobre o assunto definitivamente. Ouça e debata sobre a questão.

  • Seja presente

Por mais que você esteja estressado com as atividades do dia a dia, saiba separá-las ao conversar com seu filho. Preste atenção nas conversas e deixe bastante claro ao seu filho que você estará lá por ele quando for necessário. Do contrário, é possível que ele decida omitir detalhes para não causar mais preocupações.

E você, como costuma lidar com as fases da adolescência de seus filhos? Aproveite o Fórum de Discussão Doutíssima e discuta com outros pais! Clique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]