[the_ad_group id="16403"]
Especialidades

Conheça 7 cuidados que você precisa ter com a sua calcinha

Por Redação Doutíssima 28/05/2013

Quase todas mulheres usam a peça diariamente, mas muitas vezes a calcinha passa despercebida. Há vários hábitos que podem comprometer sua duração e, até mesmo, a saúde da mulher. Um outro ponto importante sobre o assunto é como comprar e a hora de trocar – dúvidas capazes de atingir várias representantes do sexo feminino.

 

Cuidados com a calcinha são essenciais

Muitas mulheres se sentem mais confortáveis usando esse item, mas não se trata apenas disso. A saúde também tem relação com a escolha da peça, já que dependendo dos hábitos envolvidos, é possível a ocorrência de doenças e infecções, principalmente aquelas relacionadas à umidade na vagina.

calcinha

Cuidados com a peça íntima podem prolongar o tempo de vida útil e preservar a saúde feminina. Foto: iStock

Além disso, as escolhas de modelo e tamanho ideal podem ser decisivas para o bem-estar.  Roupas íntimas femininas que ficam muito justas no abdômen superior ou inferior são capazes de gerar desconforto e, se comprimem o estômago, muitas vezes causam refluxo ácido para o esôfago – o que leva à azia.

 

Um outro sinal de que o tamanho errado da peça ou uso de modelos de compressão podem comprometer a saúde é que isso diminui a circulação sanguínea na área das coxas. Os resultados são irritação, formigamento ou dormência.

Por isso, é preciso ter certos cuidados ao comprar essa peça e também depois, inclusive a forma correta de lavar e qual tipo usar em cada ocasião.

 

Cuidados com a calcinha que você precisa ter

1. Escolha cores claras

calcinha

Quando comprar uma peça íntima, escolha as que possuem cores claras para evitar alergias. Foto: iStock

Calcinhas coloridas são causa comum de erupção cutânea alérgica, principalmente as com corantes azul e laranja. Além disso, elásticos também podem gerar ferimentos em algumas pessoas por causa da borracha. Não se esqueça, ainda, de lavar as roupas intimas antes de usá-las pela primeira vez.

 

2. Prefira peças de algodão

calcinha

Para manter a saúde da região íntima, evite o uso de peças fabricadas com materiais sintéticos. Foto: iStock

Os materiais sintéticos como nylon e lycra podem causar problemas – eles mantêm umidade e calor na região, facilitando infecções fúngicas. É o contrário do que acontece com o algodão, tecido que ajuda a pele a respirar.

 

3. Escolha o tamanho certo

calcinha

Ao comprar uma peça íntima, não se esqueça de verificar se o tamanho escolhido é adequado. Foto: iStock

Peças apertadas costumam dificultar uma das principais funções do sistema linfático, que é remover resíduos e toxinas do corpo. Além disso, a probabilidade de desenvolver infecções por fungos ou do trato urinário podem ser bem maiores.

 

4. Evite usar tangas todos os dias

calcinha

As peças íntimas classificadas como tanga devem ser usadas apenas por curtos períodos de tempo. Foto: iStock

Pesquisadores da Universidade da Georgia dizem que as tiras justas de tecido que se situam no bumbum podem levar à micção dolorosa e frequente. Por isso, procure modelos que tenham laços e proporcionem um ajuste mais solto, ou procure usar somente por curtos períodos de tempo.

 

5. Lave corretamente

calcinha

Para garantir a durabilidade da peça íntima, é possível lavar na máquina em ciclo delicado. Foto: iStock

Nada de deixar calcinha molhada para secar no banheiro. Ela deve ser lavada sempre à mão ou na máquina de lavar, usando o ciclo delicado, em água morna. Depois, seque a sombra. Antes de guardá-las, certifique-se de que as peças estão bem secas.

 

6. Guarde em um local seco e longe de poeira

calcinha

O uso de organizadores dentro das gavetas é uma forma de proteger as peças íntimas de sujeiras. Foto: iStock

Procure guardar a calcinha em uma gaveta seca e longe de qualquer poeira. Uma boa ideia é o uso de organizadores, que deixam as peças bem protegidas de umidade e qualquer tipo de sujeira.

7. Saiba quando é hora de trocar

calcinha

Para saber quando é a hora de comprar peças íntimas novas, fique atenta ao estado das antigas. Foto: iStock

Cada tipo de calcinha pode variar seu tempo de vida útil conforme modelo ou material que é produzida – além dos cuidados durante a lavagem. Por isso, é difícil dizer quanto tempo você deve usar a peça. A ideia é que se ela estiver danificada, seja reposta imediatamente.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]