[the_ad_group id="16403"]
Especialidades

Beijo entre amigas: o que fazer quando vira amizade colorida

Por Redação Doutíssima 17/06/2015

A adolescência é uma fase de descobertas e de muita cumplicidade entre amigos. É nessa etapa da vida que novos caminhos são delineados e a presença de companheiros, seja na escola ou no bairro, que se entendem e manifestam carinho entre si, assume importância. Por isso, pode não ser tão raro um beijo entre amigas.

O que é um gesto simples, muitas vezes rápido e despretensioso, pode gerar dúvidas e questionamentos com contornos que chegam à sexualidade. Afinal de contas, beijo entre amigas pode ser considerado natural e comum?

beijo entre amigas

Um beijo entre meninas que são muito amigas pode gerar sentimentos confusos. Foto: iStock, Getty Images

 

Beijo entre amigas gera confusão

Para a psicóloga Patrícia Spindler, não se trata de algo comum, mas pode haver, sim, uma confusão entre o apaixonamento da amizade e o apaixonamento amoroso ou as escolhas sexuais, que se fazem mais intensamente nessa fase da adolescência.

Patrícia afirma que a vida é muito aberta e que sempre haverá um momento para repensar e refazer escolhas, mas a adolescência é uma espécie de confirmação da sexualidade construída durante a infância.

Além disso, não se pode esquecer que é um momento onde o corpo se modifica e os hormônios estão em um trabalho intenso. Também há a questão da liberdade e da autonomia que acompanham os aspectos psicológicos da menina nessa fase da vida.

Assim, certamente haverá uma atração, uma admiração entre as amigas que se entendem muito, compreendem-se e são confidentes. Vive-se um momento de mais liberdade de escolhas e de experimentações.

“Os jovens vêm se permitindo experimentar primeiro para depois fazer suas escolhas com mais clareza, baseadas nas vivências”, comenta a psicóloga. Então, esse leque de opções e vivências está maior e não determina necessariamente a escolha sexual definitiva, mesmo quando há um beijo entre amigas.

Quando o beijo entre amigas, de fato, não é uma escolha de ambas, de acordo com Patrícia, pode atrapalhar os sentimentos.

É preciso avaliar o beijo entre amigas

Para saber identificar se o beijo entre amigas é sexual ou não, é preciso avaliar uma série de outras coisas. Um exemplo é se existe outro tipo de pessoa que a atrai – meninas ou meninos. Se é uma vontade que se mistura com outras, como a de estar junto, de compartilhar experiências e ter uma proximidade afetiva ou de carência. Tudo precisa ser observado.

Diante da identificação de um desejo mais profundo, de mais que amizade, é importante estar preparada, também, para o caso de não ser correspondida. Vai haver sofrimento, como em qualquer tipo de relacionamento, em qualquer época da vida.

O mais indicado é tentar colocar a situação e explicar o sentimento. A partir daí, observar se é possível manter a amizade. “No caso daquela que não está sendo correspondida, é preciso tentar compreender que pode manter uma amizade sem este envolvimento amoroso, mas depende das possibilidades de cada pessoa”, pondera a psicóloga.

Conforme Patrícia, não se pode ver nada como definitivo nessa fase da vida. É muito comum nesse período uma confusão emocional e sentimental, uma necessidade de ser compreendido, de ser amado, de ser atendido nas suas necessidades de afeto e sexuais.  

“Por isso, algumas vezes isto ocorre sem necessariamente ser uma escolha homoafetiva, mas um ensaio de se manifestar, de se posicionar num exercício mais intenso da sexualidade, da liberdade, da autonomia”, completa.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]