[the_ad_group id="16401"]
Dica do Nutricionista

Chá de hibisco: conheça os benefícios e saiba como ingerir

Por Redação Doutíssima 27/02/2014

Os benefícios do chá de hibisco são bem conhecidas na medicina tradicional por muitos anos em razão de seus potentes antioxidantes. Quente ou gelado, ele é apreciado por muitas pessoas ao redor do mundo também em razão de seu aroma e sabor peculiares. Além disso, faz bem para a saúde e muitos estudos indicam que ele é capaz de curar várias doenças.

Tomar chá de hibisco faz bem para a saúde

Esse chá é rico em vitamina C, minerais e vários antioxidantes. É preparado com partes da planta hibiscos. Utiliza-se principalmente a flor, de nome científico Hibiscus sabdariffa, mas conhecida ao redor do mundo por diversas designações – como Roselle, por exemplo.

cha-de-hibisco-doutissima-istock-getty-images

Estudos indicam que o chá de hibisco é capaz de curar doenças. Foto: iStock, Getty Images

Ele tem uma cor vermelho rubi e um gosto azedo. É amplamente disponível ao redor do mundo, podendo ser consumido quente ou frio, a depender da preferência de quem irá tomar. Possui poucas calorias e está livre de cafeína.

Além disso, é possível que ele tenha benefícios para a saúde. Um relatório da American Heart Association informa que o consumo da bebida é capaz de reduzir a pressão arterial em pré-hipertensos e levemente hipertensos em idade adulta.

O preparo também contém propriedades antioxidantes impressionantes. Elas ajudam a manter níveis baixos de colesterol LDL (o ruim) e assim protegem contra doenças cardíacas e circulatórias. De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Ciências Médicas Shahid Sadoughi, do Irã, o consumo desse chá reduz o colesterol e os triglicérides.

Essas propriedades antioxidantes também auxiliam no tratamento de doenças do fígado, segundo um estudo do Chung Shan Medical and Dental College, de Taiwan. Como elas são capazes de neutralizar os radicais livres presentes em tecidos e células corporais, acredita-se que também possa proteger contra o câncer.

É possível ainda utilizá-lo para a perda de peso. Estudos têm sugerido que o extrato de hibisco reduz a absorção de amido e glicose e pode ajudar nessa missão porque inibe a produção de amilase – potencializando a absorção de carboidratos e amido. Não é à toa que o chá de hibisco é encontrado em muitos produtos para perda de peso.

Como adicionar o chá em sua dieta

A dose apropriada de hibisco depende de vários fatores, como a idade do usuário, saúde e várias outras condições. Nesse momento não há informação científica suficiente para determinar o número de doses de hibisco adequada.

É preciso ter em mente que produtos naturais não são necessariamente seguros e que a dosagem é fator importante. Certifique-se de seguir as instruções pertinentes nos rótulos dos produtos e consulte o farmacêutico ou médico antes de usá-lo – evite fazê-lo por conta própria.

Uma pesquisa conduzida pela Guru Jambheshwar University of Science and Technology, da Índia, mostrou que esse chá tem qualidades estrogênicas. Isso significa que quando tomado em excesso é capaz de interferir na fertilidade feminina porque reduz o nível do hormônio nas mulheres.

Vale saber ainda que ele pode interagir com outros medicamentos. Por exemplo, muitas vezes diminui a eficácia de drogas como cloroquina e quinino, alterando também agentes anti-inflamatórios processados pelo organismo como o paracetamol. Por isso, se você estiver tomando medicamentos anti-inflamatórios, espere pelo menos duas horas antes de consumir chá de hibisco para prevenir efeitos colaterais adversos.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]