[the_ad_group id="16401"]
Medicina Alternativa

Calmantes naturais são opção saudável para amenizar a ansiedade do cotidiano

Por Redação Doutíssima 30/07/2014

A vida de quem trabalha, estuda e ainda precisa cumprir seus compromissos com pais, filhos e cônjuge, é repleta de compromissos. O dia a dia é de fato estressante e é comum que, em algum momento, você se sinta ansioso.

Nessas horas nem sempre é necessário que você apele para medicamentos comerciais, os quais, apesar de eficientes, têm contraindicações e podem ser prejudiciais à sua saúde. Calmantes naturais surgem como uma boa alternativa a eles.

calmantes-naturais

Calmantes naturais podem ser muito úteis para amenizar os momentos sob pressão. Foto: Shutterstock

Solução caseira contra o estresse

Sentir um aperto na região do estômago que provoca náuseas ou falta de apetite, palmas das mãos suadas, músculos tensos na região do ombro e o aumento da pressão sanguínea podem ser sintomas de ansiedade.

Os calmantes naturais podem ser muito úteis quando você está sob pressão, seja por prazos no trabalho ou por alguma ocasião especial na sua família que está prestes a acontecer.

Eles são compostos de plantas medicinais que exercem uma ação sedativa no sistema nervoso central. Os calmantes naturais são ótimos para diminuir a ansiedade e melhorar a qualidade do sono, tornando-o mais profundo e restaurador. Estas substâncias podem ser importantes para que você melhore sua qualidade de vida.

Exemplos de calmantes naturais

Passiflora (flor do maracujá): tem ação relaxante, antidepressiva, analgésica, antiespasmódica, hipotensora e sedativa. A planta medicinal provoca mais sono em quem a consome e ajuda no relaxamento muscular.

Raiz de valeriana: age como calmante, podendo ser indicada em caso de agitação, insônia, fobia ou ansiedade.

Erva de São-João (hipericão): atua como um restaurador do sistema nervoso e auxilia pacientes em quadro de depressão, ansiedade, sintomatologia psíquica da menopausa e agitação nervosa.

Melissa (cidreira): tem ação calmante e pode ser utilizada em caso de perturbações do sono, nervosismo e ansiedade.

Camomila: tem ação estimulante da cicatrização, antiespasmódica e é um bom calmante do sistema nervoso.

Alface: possui propriedades calmantes que ajudam a relaxar e a ter um sono melhor. Suas folhas podem ser consumidas em forma de salada ou servirem como ingrediente para preparar um chá, juntamente com os talos.

Tília: possui propriedades calmantes, auxiliando no tratamento de distúrbios do sistema nervoso como estresse, ansiedade e histeria;

Alfazema: rica em cumarina e óleos essenciais, possui propriedades calmantes e relaxantes atuando contra a tensão nervosa.

Calmantes naturais atuam sobre o sistema nervoso

Os calmantes naturais possuem propriedades que atuam no sistema nervoso, diminuindo a atividade e deixando você mais relaxado. Porém, eles possuem menor concentração dos princípios ativos, em relação aos medicamentos comercializados nas farmácias. Desta forma, o risco de intoxicação, efeitos colaterais e de chegar à dependência são bem menores do que nos remédios comuns.

De qualquer forma, os calmantes naturais também devem ter o seu uso acompanhado por um profissional da área da saúde. Mesmo em se tratando de ervas e plantas, uma dosagem muito alta pode ser prejudicial à saúde, principalmente gestantes devem ter cuidado redobrado com qualquer tipo de tratamento, já que os fetos são muito sensíveis a substâncias estranhas.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]