Saúde Mental

O estresse está lhe matando? Descubra quando procurar um psicólogo é necessário

Por Redação Doutíssima 22/08/2014

Em momentos de muito estresse e sobrecarga emocional, muitas pessoas enganam-se, achando que é uma fase transitória que passará. No entanto, muitas vezes esse é o momento que ilustra quando procurar um psicólogo.

Identifique quando procurar um psicólogo

Saber quando procurar um psicólogo é importante, visto que é preciso conhecermos o nosso interior. No entanto, muitas pessoas fogem dessa necessidade pelo preconceito que há. O ser humano tem a tendência natural de achar que poderá superar sozinho, quando muitas vezes isso é uma inverdade.

quando-procurar-um-psicologo

Ao sentir necessidade, livre-se de preconceitos e busque ajuda de um psicólogo. Foto: Shutterstock

Nem sempre é o suficiente um amigo para desabafar. Às vezes, quando conversamos com um amigo, temos a sensação de não sermos ouvidos, o que pode gerar uma frustração interior. E, naquele momento, você precisava de alguém que o ouvisse com atenção e pensasse junto para aliviar a dor e ajudá-lo a trilhar um novo caminho. É exatamente essa a chave para você entender quando procurar um psicólogo.

O que saber quando procurar um psicólogo

A psicologia, juntamente com as suas técnicas científicas, visa as pessoas a viverem melhor, visto que seu objetivo maior é a promoção do autoconhecimento. Quando procurar um psicólogo é preciso entender que ele não está lá para dar conselhos, julgar, dizer se você está certo ou errado, mas sim para pensar junto e ajudá-lo a chegar à verdade, em quem você realmente é. O importante é procurar um profissional com sensibilidade para entender sua dor e que lhe faça sentir acolhido.

De forma geral, a origem dos problemas que causam maior desgaste psicológico na vida das pessoas tendem a ser encontrados em fragmentos de memórias vindo de acontecimentos ou forma de educação rígida da infância.

É na infância que consolidamos sentimentos como a forma como demonstrar amor e o quanto somos confiantes em nós mesmos. Quando procurar um psicólogo, faça de mente aberta, disposto a descobrir os motivos pelos quais você sofre com abalos sentimentais, insegurança, falta de autoestima.

A procura por um profissional ameniza a nossa falsa impressão de autoconhecimento, entendemos que, por meio dos encontros com o psicólogo, passamos a nos descobrir da forma que realmente somos. E mais do que isso: descobrimos que somos melhores do que realmente achamos ou do que um dia nos fizeram acreditar. Nos reinventamos e isso faz toda a diferença no equilíbrio emocional e controle do estresse diário.

Vença o preconceito e a ignorância

Infelizmente, o que ocorre muitas vezes que, e que fazem as pessoas hesitarem, é que o preconceito se mistura com a ignorância de muitas pessoas sobre a real função das sessões de terapia. Isso faz com que muitos deixem de se beneficiar desse trabalho terapêutico.

Há quem diga que terapia é “coisa de louco” quando, na realidade, a alienação de si mesmo é que se torna um dos grandes geradores de conflitos. Lembre-se que procurar ajuda terapêutica é um sinal de coragem e maturidade. Não de fraqueza, como muitos acreditam.

Não abra mão de procurar um profissional da área. O psicólogo clínico pode, e muito, contribuir para que cada um chegue às causas de determinados comportamentos, levando a um conhecimento maior do seu próprio “eu” e principalmente, resgatando sua autoestima e amor próprio.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros