Filhos

Moda infantil: dicas para vestir seu filho de maneira adequada

Por Redação Doutíssima 17/10/2014

A moda infantil proporciona um amplo leque de possibilidades para vestir os nossos filhos. Vê-los com peças bem elaboradas, elegantes ou fofas, de acordo com a preferência de cada pai, é muito legal, mas é preciso lembrar que o conforto também precisa ser levado em conta. De nada adianta a roupa ser bonita se a criança fica chorosa ou irritada ao vesti-la.

moda-infantil

Cuidados devem ser tomados na hora de comprar uma roupa para seu filho. Foto: iStock, Getty Images

Peças da moda infantil não podem irritar a criança

 

Pense sempre na facilidade de vestir a criança. Considere os transtornos que podem ocorrer, já que as crianças podem ficar aborrecidas e tudo acaba ficando ainda mais complicado. Opte por macacões e blusas que podem ser vestidos de forma fácil e rápida, sem detalhes supérfluos que atrapalhem.

 

Além disso, determinadas peças da moda infantil são colocadas pela cabeça e isso é, geralmente, irritante para os bebês, porque algumas levam aviamentos feitos em material mais duro, que arranha a delicada pele da criança, machucando as orelhas e nariz. Portanto, evite roupas com botões – prefira aquelas que possuem velcro, que, além de mais simples, não incomoda a criança.

 

Muitos fabricantes de peças da moda infantil acabam não levando em conta as questões térmicas, produzindo roupas sofisticadas demais, com tecidos que acabam esquentando bastante. Esse é um ponto de atenção importante, já que os bebês pequenos não podem falar para os seus pais que não estão confortáveis com a temperatura.

 

Conforto na moda infantil

 

Além de serem agradáveis quanto à temperatura, as roupas para crianças precisam permitir facilidade de movimentos. De nada adianta se aquele vestido, camiseta ou calça é maravilhosamente lindo se incomoda na hora de brincar e se locomover. A prioridade sempre é que o seu filho tenha uma infância feliz e confortável.

 

Quanto aos meninos, às vezes é necessário ter uma atenção maior. Se as meninas, no verão, podem usar um vestido – que geralmente é confortável -, os garotos vestem predominantemente bermudas. Fuja das jeans e opte pelas de tactel, que são leves e mais folgadas, não impedindo nenhum movimento. Já no inverno, as calças de moletom são as mais confortáveis.

 

Ao pensar em moda infantil, também é preciso observar com atenção o material e a suavidade dos calçados para as crianças. Além de o pé ser uma parte vulnerável em constante atrito, é fundamental para que elas corram com naturalidade e impacto reduzido.

 

Segurança é outra prioridade

 

A segurança dos pequenos também precisa ser sempre uma prioridade na moda infantil. Roupas com botões e outros detalhes pequenos que podem ser arrancados são especialmente perigosas. Isso porque as crianças podem engoli-las, causando um engasgamento.

 

Como já dito, evite peças com ganchos e apliques, que podem machucar a criança na hora de vesti-la. Quanto aos tênis e sapatos, sempre que for ajudar o seu filho a calçá-lo, certifique-se de que não há nenhum objeto dentro que possa machucá-lo.

 

É claro que não necessário abrir mão totalmente da elegância. Existem vestidos muito bonitos que são largos e com tecidos que não incomodam a criança. Além de serem peças delicadas e visualmente agradáveis, não impedem a criança de brincar e se mexer o quanto quiser.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros