Qualidade de vida

Transtorno de personalidade narcisista: veja sintomas de tratamento

Por Redação Doutíssima 18/12/2014

Além das características físicas, o comportamento e as atitudes é o que diferencia o ser humano dos animais. Há, entretanto, pessoas que têm desvios significativos nestes quesitos, desenvolvendo o que se chama de transtorno de personalidade narcisista: sentem-se deuses, seres acima de tudo e de todos. O mundo deve girar ao redor deles.

 

Quem sofre de transtorno de personalidade narcisista não encara, ou mesmo nem sabe, que sua conduta não é considerada normal.

transtorno de personalidade narcisista

Sentimento de poder supremo e de ser melhor que os outros marca esta patologia. Foto: iSTock, Getty Images

 

Transtorno de personalidade narcisista e o egoísmo

 

Indivíduos com este transtorno julgam-se melhores do que os outros, têm necessidade de admiração constante, dificuldade de empatia, hipersensibilidade à avaliação alheia, dificuldade de relacionamento. Eles são arrogantes, não apresentam sentimentos pelos outros e frequentemente precisam diminuir o outro para se sentirem superiores.

 

Pessoas com transtorno de personalidade narcisista também podem confundir uma crítica construtiva como sendo uma agressão ou sabotagem. Eles podem revidar na hora ou mesmo arquitetar um plano de vingança, o que podem levá-los a cometer crimes passionais.  

 

Com atitudes tão marcantes e desprezadas pela sociedade é fácil compreender porque pessoas com transtorno de personalidade narcisista não conseguem manter relacionamentos ou serem aceitos em grande grupo.

 

Mas, estes indivíduos são capazes de se adaptar a um ambiente, mesmo que de forma superficial, e serem altamente produtivos. Essa adaptação também inclui fantasias, distorções da realidade e até conflitos com os colegas de trabalho, por exemplo.

 

O transtorno de personalidade narcisista é mais comum nos homens e as atitudes que o caracterizam podem se manifestar ainda na adolescência ou no início da fase adulta. A pessoa faz com que os outros à sua volta sofram. Não há cura e o tratamento é dificultado pela negação da presença do transtorno.

 

Transtorno de personalidade narcisista faz sofrer

 

A ciência ainda não é capaz de explicar as causas dos transtornos de personalidade e por isso ainda há muita incerteza se as condições de vida, fatores ambientais e internos, além da química cerebral, são os reais causadores. Sabe-se, no entanto, como em todas as doenças e transtornos mentais, a hereditariedade é um fator importante.

 

Como pessoas com transtorno de personalidade narcisista têm dificuldade de manifestar seus sentimentos mais íntimos, frequentemente sofrem de depressão, crise de ansiedade e psicose. O tratamento medicamentoso nestes casos é indicado para tratar os outros transtornos psiquiátricos e doenças associados.

 

Em geral, a psicoterapia é o tratamento mais indicado nos casos de transtorno de personalidade narcisista. Já a psicoeducação, que é o entendimento do que é o transtorno e o que ele é capaz de causar na vida do indivíduo e das pessoas que com ele convivem, é fundamental para a adesão ao tratamento, que durará a vida toda.

 

Para que haja o diagnóstico de transtorno de personalidade narcisista a pessoa deve ter, pelo menos, cinco das características a seguir:

– Sentimento de grandiosidade exagerada

– Fantasias de sucesso ilimitado, de poder, inteligência e beleza

– Acreditar que é um ser único e especial no mundo

– Exigência de admiração exclusiva e excessiva

– Ser explorador dos sentimentos alheios

– Comportamento arrogante e insolente

– Ausência de empatia

– Inveja extrema

Expectativas irracionais de tratamento especial ou obediência.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros