Qualidade de vida

Banho turco: conheça os benefícios desse tradicional ritual

Por Redação Doutíssima 21/09/2015

Hamam, traduzido para o português como banho turco, também é conhecido como sauna úmida. Diferente da versão mais comum da sala com vapor, o ambiente é aquecido entre 40 e 50 graus com 100% de umidade no ar.

 

Desde a Antiguidade, a prática é recomendada para a desobstrução dos poros, limpeza do organismo através do suor intenso e serve como tratamento para algumas dificuldades respiratórias. O calor da sauna ainda relaxa os músculos, diminuindo as tensões e reduzindo o estresse.

banho turco

Banhos turcos ajudam na liberação de toxinas do organismo e na redução de pressão arterial. Foto: iStock, Getty Images

 

Como é feito o banho turco

Em spas e casas especializadas em banho turco, é possível encontrar uma variedade de serviços que acompanham a oferta de uma sala úmida e quente para relaxar. Homens e mulheres podem aproveitar os benefícios dos tratamentos.

Em alguns locais, há salas individuais para o Hamam. Em outros estabelecimentos, há salas para grupos, porém sempre separando homens e mulheres. O traje adequado é roupa de banho e uma toalha, que serve para cobrir o corpo nos ambientes compartilhados e ajuda a remover o suor da pele durante a exposição ao vapor e calor.

Massagens, esfoliações e banhos com espumas e ervas podem ou não acompanhar o ritual. Na turquia, onde o banho turco faz parte da cultura local, os hamams são feitos em mármore e alguns datam dos anos 1500.

Benefícios do banho turco ou sauna

A exposição ao calor da sauna ou banho turco causa uma série de mudanças cardiovasculares e hormonais, que costumam ser bem toleradas por jovens, adultos e crianças saudáveis. A alta temperatura aumenta a circulação sanguínea nos vasos que irrigam a pele e faz suar mais, melhorando a liberação de toxinas, promovendo uma limpeza no organismo.

Um artigo da revista Experimental & Clinical Cardiology cita estudos que sugerem que o hábito de frequentar banhos turcos ajuda, ao longo do tempo, a reduzir a pressão arterial em pessoas hipertensas e melhora o desempenho do coração em ejetar o sangue em indivíduos com insuficiência cardíaca crônica.

Segundo um estudo desenvolvido na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, a sauna tem potencial de melhorar a saúde de pessoas com hipertensão arterial sistêmica ou insuficiência cardíaca.

O hábito de exposição ao vapor também é um método de prevenção contra doenças relacionadas à disfunção do endotélio, camada que reveste a parte interior das veias, artérias e sistema linfático.

Apesar dos benefícios para os problemas vasculares citados acima, algumas outras doenças que envolvem o coração podem piorar com a exposição frequente ao Hamam. Quem tem agina ou teve um infarto recente não deve frequentar saunas. Em caso de dúvidas, é interessante consultar um médico antes de enrolar-se na toalha para aproveitar o vapor.

Outra contraindicação é o consumo de bebidas alcoólicas durante o banho turco. A combinação aumenta os riscos de queda de pressão, arritmia e até morte súbita.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!


Sites parceiros