Clínica Geral

Dia do Oftalmologista: conheça distúrbios que podem afetar a visão

Por Redação Doutíssima 07/05/2015

Se você já teve problemas de visão e hoje enxerga perfeitamente, seja pelo uso de óculos ou não, saiba que o 7 de maio é uma data para ser lembrada: é nela que se comemora o Dia do Oftalmologista. Afinal, faz sentido, pelo menos uma vez por ano, lembrar dos médicos que cuidam de um dos nossos mais importantes sentidos.

A origem da data refere-se à fundação da Sociedade de Oftalmologia de São Paulo, que ocorreu em maio de 1930. Entretanto, o Dia do Oftalmologista só foi oficializado nacionalmente em 1986, por Seigo Tsuzuki, ministro da Saúde na época.

Além de ser uma forma de homenagear os profissionais que estudam a visão, a data possui também outro propósito: destacar a importância da consulta a um oftalmologista pelo menos uma vez por ano. Esse check-up é importante para assegurar a saúde dos olhos e monitorar qualquer doença que possa afetá-los.

oftalmologista

Cuidar bem da saúde dos olhos passa por uma avaliação periódica pelo oftalmologista. Foto: iStock, Getty Images

Oftalmologista trata doenças que prejudicam a visão

De acordo com um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a deficiência visual é a que mais frequentemente afeta os brasileiros. Mais de 35 milhões de pessoas (19% da população) têm alguma dificuldade em enxergar e, aproximadamente, 500 mil são diagnosticadas com cegueira.

Os transtornos oculares mais comuns que prejudicam a visão são a miopia, o astigmatismo e a presbiopia. Eles são caracterizados por deixarem a visão embaralhada ou desfocada. Mas, atualmente, além do uso do óculos e lentes de contato, existem alternativas que podem corrigir o problema definitivamente: como a cirurgia à laser.

Entretanto, existem ainda outros problemas menos conhecidos que podem prejudicar a visão. Dentre eles, algumas inflamações dolorosas e, por vezes, difíceis de identificar. Conheça algumas delas:

Episclerite

A episclerite é uma inflamação que pode atingir o globo ocular. Ela afeta os vasos sanguíneos da cama externa, na porção branca dos olhos – chamada de episclera. Um dos sintomas da inflamação é a coloração vermelha na região e, em alguns casos, dor e irritação. Se não tratado, o problema pode evoluir e ocasionar alterações na córnea e glaucoma (cegueira periférica).

Uveíte

A uveíte consiste na inflamação da camada intermediária da parede ocular, conhecida como úvea. Nos casos mais graves, pode atingir até o nervo ótico e a retina. Os sintomas da inflamação são a coloração avermelhada no olho, dor, sensibilidade à luz e visão turva.

Ao desconfiar do problema, a recomendação é consultar um oftalmologista. O tratamento pode ser feito através de colírios, ou, nos casos graves, com antibióticos, antivirais ou antifúngicos.

Queratoconjuntivite Seca

A queratoconjutivite seca é um transtorno ocasionado pela dificuldade na produção de lágrimas, o que ocasiona secura nos olhos, irritação e sensação de queimadura. Os sintomas são coceira, sensibilidade e coloração avermelhada na região.

O tratamento é essencial, pois, se o problema agravar, a superfície do olho pode ficar espessa e desenvolver úlceras e cicatrizes, prejudicando a visão.

A importância de consultar o oftalmologista

Diante de qualquer problema relacionado à visão, agende uma consulta com seu oftalmologista. A automedicação não é recomendada e um especialista irá dispor de todos os equipamentos necessários para diagnosticar o problema e, a partir daí, recomendar o tratamento adequado.

Frequentemente, as pessoas se acostumam a conviver com incômodos ou a não dar a devida importância diante de uma irritação nos olhos. Isso pode ser a causa de problemas mais graves no futuro. Por isso, neste Dia do Oftalmologista, que tal agendar logo uma consulta?

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros