A manteiga é um dos tipos de alimentos mais consumidos no planeta e está presente no café da manhã de muitos brasileiros. No entanto, talvez haja uma versão dela que ainda é desconhecida para várias pessoas: estamos falando da manteiga ghee.

Muitos, em busca de uma alimentação saudável, indicam que ela é mais benéfica para a saúde do que o produto em outras formas. Será mesmo?

manteiga-ghee
Apesar dos benefícios, essa manteiga também precisa ser consumida com moderação. Foto: iStock, Getty Images

Apesar de ter surgido na Índia, a manteiga ghee é comumente conhecida em dezenas de países, principalmente na Ásia e certas partes da África. Possui sabor e aroma bastante singulares e saborosos, diferentes da manteiga tradicional, mas pode ser utilizada da mesma forma.

 

Se consumido com moderação, esse tipo de manteiga é capaz de fornecer ao seu corpo muitos nutrientes importantes para a saúde.

 

Manteiga tradicional X ghee

A manteiga ghee é uma forma mais pura do produto. É que os sólidos de leite são removidos dela, deixando-a com uma substância oleosa dourada. Uma vez feita, a ghee contém praticamente nenhuma lactose ou caseína, tornando-a adequada para pessoas que normalmente não podem digerir produtos lácteos.

 

Muitos chefs preferem ghee em vez da manteiga tradicional, por uma série de motivos. Um deles é a possibilidade de aquecê-la em uma temperatura muito maior, de cerca de 450 graus. Ela pode ser utilizada como um substituto de manteiga ou óleo e em uma ampla variedade de pratos.

Benefícios da manteiga ghee

Os benefícios para a saúde são derivados de um ácido graxo de cadeia curta, conhecido como ácido de butirato, que está presente nessa manteiga indiana. Este ácido graxo essencial tem sido clinicamente comprovado e associado ao aumento da energia, cura da parede do cólon, prevenção do câncer de cólon e redução de doenças autoimunes, dentre outros benefícios.

 

Embora o Ocidente esteja apenas agora descobrindo os inúmeros benefícios dela, as propriedades curativas já eram de conhecimento de médicos ayurvédicos, há milhares de anos atrás. Segundo eles, a manteiga é capaz de promover a longevidade, equilibrando as características do envelhecimento corporal.

 

A ghee é boa para seu cérebro e tê-la regularmente em sua dieta pode ajudá-lo a funcionar melhor. Ela também tem aminoácidos essenciais, que auxiliam a mobilizar a gordura e permitem que as células de gordura possam diminuir de tamanho.

 

Além destes benefícios, a ghee ainda faz bem para quem sofre com dores nas articulações, e tem impacto positivo sobre memória, visão e o sistema imunológico, principalmente em razão de suas propriedades antivirais e antifúngicas.

 

É importante saber, contudo, que a manteiga ghee só é benéfica quando usada corretamente. Isso significa que é preciso consumi-la com moderação e em horários adequados.

Embora seja um agente medicinal, quando usada em demasia, torna-se tóxica. Se você está sofrendo de colesterol alto ou sobrepeso e obesidade, deve ter um cuidado redobrado com o consumo. Na dúvida, busque orientação médica ou nutricional.

 

Como fazer a manteiga ghee

Para preparar essa receita, você vai precisar de 250 gramas de manteiga de leite sem sal e um pano fino para coar. Coloque a manteiga em uma panela e leve ao fogo médio. Deixe ferver e retire toda espuma que subir. Depois que parar de formar a espuma, desligue o fogo e deixe esfriar.

Despeje o conteúdo pelo pano limpo em um recipiente de vidro limpo e seco com tampa. Descarte a coalhada na parte inferior da panela. A manteiga ghee não precisa de refrigeração e dura até um mês.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA