Os humanos são menos concentrados do que um peixinho dourado!  Esse é o resultado de um estudo feito pela Microsoft, que analisou o impacto das novas tecnologias no nível de concentração dos seus usuários.

 

De acordo com os dados apresentados, os seres humanos têm, em 2015, uma capacidade de concentração de 8 segundos ininterruptos. Número bem inferior ao resultado da mesma pesquisa feita em 2000, onde o tempo médio de concentraçao foi de 12 segundos. Os peixinhos dourados conseguem ficar concentrados 9 segundos.

 

 

concentracao
Os peixinhos doutados são mais concentrados que os humanos por 1 segundo.

 

A tecnologia atrapalha a concentração

 

Para chegar a esses resultados, os pesquisadores da Microsoft analisaram os eletroencefalograma de 120 pessoas no Canadá, e outras 2.000 fizeram testes escritos e visuais. Embora o estudo tenha sido feito com foco nos canadenses, e ainda que os dados possam variar de um país a outro, existem provavelmente muitas semelhanças no comportamento dos usuários das novas tecnologias, qualquer que seja sua nacionalidade.

 

Os grandes responsáveis por essa baixa de concentração são os smartphone, que 52% das pessoas entre 18 e 24 anos dizem consultar ao menos duas vezes por minuto. Excesso de atualizações, diferentes tipos  de mídias sociais, aplicativos, sites de notícia, todas essas informações na palma da mão fazem com que as pessoas não se concentrem em uma única coisa. A atenção é totalmente dispersada.

 

concentracao
As novas tecnologias dispersam a atenção e prejudicam o poder de concentração.

 

Em contrapartida, o estudo feito pela Microsoft também revelou que as novas tecnologias possibilitaram o desenvolvimento de uma nova capacidade, a de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Cerca de 80% dos entrevistados disseram que o uso do celular não os impede de ver televisão, ler um livro ou trabalhar, por exemplo. As pessoas hoje são “multitarefas”.

 

Como definir a concentração

 

A concentração é indispensável à execução de qualquer tarefa, seja ela simples ou complexa. As pessoas concentradas em geral possuem um bom domínio de si mesmo, de suas emoções e capacidades.

 

Um bom sinônimo para a palavra concentração é a atenção. Escutar, observar e memorizar mentalmente são os principais ingredientes da concentração. Do contrário, quando a pessoa é facilmente distraída por fatores externos ou por pensamento passageiros, ela assume característica de alguem desconcentrado.

 

concentracao
Estar concentrado é se dedicar 100% a uma única tarefa.

 

A falta de concentração também pode ser temporária ou ligada a fatos específicos. Certos distúrbios psicológicos e fisiológicos costumam afetar o gráu de concentração das pessoas. Os mais comuns são:

 

  • Falta de sono
  • Alimentação desequilibrida, com carência de nutrientes
  • Vida muito sedentária
  • Depressão
  • Exposição a lugares muito barulhentos

 

Como melhorar nossa concentração

 

A grande questão hoje é saber como é possível melhora nossa capacidade de concentração e filtrar as informação essenciais, deixando de lado as desnecessárias.

 

Existem algumas regras básicas que podem ajudar a concentração:

 

  • Tenha um modo de vida saudável. Pratique atividades físicas regularmente.
  • Coma alimentos variados e equilibrados. Dê preferência aos produtos bon para o sistema circulatório (como o alho e a cebola), e  para o sistema nervoso (como cereais, legumes verdes e derivados de leite, que contêm todos grande concentração de vitamina B).
  • Arrume seu espaço de trabalho, retire o máximo de informações visuais possível. A desordem é uma inimiga da concentração.
  • Faça uma atividade por vez.

 

concentracao
Meditar é uma excelente forma de trabalhar a concentração.

 

  • Aprenda a relaxar e a meditar. A meditação é uma excelente aliada ao autocontrole e à concentração, pois ela elimina os pensamentos pertubadores e faz com que o indivíduo viva o instante presente.
  • Ouça música clássica por uma hora. Tente diferenciar o som de cada instrumento
  • Faça cálculos matemáticos de cabeça. Memorize determinasdas somas, multiplicações, e tente encontrar as respostas.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA