Filhos

Primeira infância: entenda a importância dessa fase da vida

Por Redação Doutíssima 14/08/2015

O desenvolvimento emocional, social e físico das crianças é determinante para o aprendizado na primeira infância. Inclusive, alguns especialistas indicam que ele pode influenciar diretamente sua vida adulta. É por isso que compreender a necessidade de investir em crianças jovens é tão importante, permitindo maximizar seu bem-estar futuro.

 

Desenvolvimento na primeira infância

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o aprendizado durante a primeira infância é crucial para o desenvolvimento de cada criança.

primeira infancia

Estímulos positivos nos primeiros anos de vida influenciam no futuro da criança. Foto: iStock, Getty Images

Essa é uma fase de grande oportunidade, mas também de vulnerabilidade às influências negativas, e engloba o período que vai desde a concepção do bebê até o momento em que a criança ingressa na educação formal. No Brasil, é assim considerada até os seis anos de idade.

 

Mas qual a importância desse período? Segundo um estudo publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences, o autocontrole durante a primeira infância leva a menos problemas durante a vida adulta.

Os pesquisadores analisaram mais de 1.000 crianças dos três aos 32 anos de idade, realizando avaliações clínicas e de desenvolvimento detalhadas sobre diversos pontos da infância, adolescência e vida adulta.

 

Eles descobriram que o autocontrole, ou seja, a capacidade apropriada de cada idade para regular emoções, pode ter resultados visíveis na vida adulta. Esses resultados incluem, para o bem e para o mal, saúde física, dependência de substâncias, finanças pessoais e infrações penais.

 

Outro estudo, realizado pela Escola de Medicina de Harvard, revelou que distúrbios psicológicos e comportamentais vistos na adolescência e na vida adulta, muitas vezes, são consequência da falta de atenção na primeira infância.

Segundo os pesquisadores, o relacionamento afetivo com os pais pode ser determinante para o desenvolvimento do cérebro da criança.

 

Estímulo dos pais na primeira infância é importante

O cérebro da criança cresce à medida que ela vê, sente gostos, cheiros e ouve. Cada vez que ela utiliza um dos sentidos, uma conexão neural é feita no cérebro. Novas experiências, repetidas muitas vezes, ajudam a fazer novas conexões. São elas que moldam a maneira como a criança pensa, sente, comporta-se e aprende, agora e no futuro.

 

Por isso, os pais devem estimular essas novas descobertas na primeira infância e assim, garantir o pleno desenvolvimento nos primeiros anos de vida. A mente das crianças se desenvolve rapidamente na medida que elas veem e ouvem rostos e vozes familiares, bem como quando lidam com objetos diferentes.

Além disso, os pequenos aprendem mais rápido quando se sentem amados e seguros desde o nascimento, e quando brincam e interagem com membros da família e pessoas próximas a eles.

 

Mesmo que a criança ainda não seja capaz de entender as palavras, as “conversas” que você tem com ela ajudam-na a desenvolver habilidades sociais e de linguagem, bem como a capacidade de aprendizagem.

Os pais também podem auxiliá-las dando-lhes coisas novas, interessantes e seguras para olhar, ouvir, cheirar, segurar e jogar – ou seja, estimulando seus sentidos.

Se você seguir à risca esses conselhos, é provável que exerça uma influência positiva na vida de seus filhos. As crianças que são estimuladas nessa fase da vida costumam ir melhor na escola, desenvolver maior autoconfiança e autoestima, e são capazes de lidar mais facilmente com desafios.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros