Clínica Geral

Pubalgia é causada normalmente por sobrecarga de exercícios

Por Redação Doutíssima 22/09/2015

Pubalgia é o nome que se dá para a dor na região do púbis. O problema é mais comum em atletas e ocorre quando há inflamação, distensão ou outro desconforto na parte mais baixa do abdômen, próximo aos genitais.

 

O osso púbico, ou púbis, é a parte da frente da bacia, que fica bem abaixo do umbigo, na região onde os adultos têm pelos pubianos. Problemas nessa região não devem ser ignorados, já que podem comprometer a coluna vertebral.

pubalgia istock getty images doutissima

Quem pratica atividades apenas no fim de semana pode sofrer com dor na região púbica. Foto: iStock, Getty Images

 

Entenda a pubalgia

A pubalgia é um problema mais frequente em atletas. Segundo um estudo publicado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), praticantes de esportes como rugby, hóquei, tênis e futebol são os mais atingidos pelo tipo de movimentos que exercem durante as partidas.

Atividades que exigem mudanças bruscas de direcionamento e movimentação da perna, com o emprego de força, como em chutes, aumentam os riscos de ter a região do púbis afetada por algum problema. A dor da pubalgia é facilmente confundida com a de uma distensão ou lesão muscular ou ainda com a de uma infeção urinária.

Um diferencial é que mesmo se tolerável ou leve, a dor aumenta quando é empregado esforço ou ativação da coxa, como em um chute. O diagnóstico deve levar em conta esse fator para excluir outros problemas capazes de causar desconforto na mesma região, como hérnia inguinal, hérnia de disco, cisto de ovário e outras.

Para identificar corretamente o problema, o médico deve fazer exame físico do paciente, avaliar histórico e atividades recentes. Além desses, a ressonância magnética pode contribuir para um diagnóstico correto.

Como evitar e tratar problemas no púbis

O tratamento é feito, inicialmente, com medicamentos anti-inflamatórios e repouso. Massagem focada no problema, fisioterapia e alongamentos podem ser sugeridos para a melhora do quadro. Todas as atividades precisam ser feitas ou supervisionadas por um profissional qualificado.

Apesar de ser muito mais comum em atletas, a pubalgia pode acontecer a qualquer um, principalmente pessoas que são consideradas “atletas de final de semana”. A prática intensa de exercícios em apenas um dia da semana, sem nenhuma atividade complementar, contribui para o surgimento de lesões de vários tipos.

Para evitar qualquer problema no púbis, é ideal aquecer e alongar essa região do corpo antes de qualquer atividade. O alongamento também deve ser feito durante o exercício, enquanto os músculos estão quentes e mais flexíveis.

Praticar exercícios regularmente deixa o corpo mais preparado para impactos, distensões e inflamações. Manter-se ativo também ajuda com a recuperação. Beber bastante água e usar equipamentos esportivos específicos para a atividade desenvolvida melhoram a performance e diminuem as chances de problemas.

A pubalgia pode surgir ainda em um momento do cotidiano, uma espécie de mau jeito ao levantar ou carregar objetos pesados, subir escadas carregando peso e forçando o corpo a se esticar para alcançar algo no alto. Diminua as chances de dores musculares e inflamações evitando esse tipo de situação.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!


Sites parceiros