Nosso parceiro, o ortopedista do esporte Dr. Daniel Carvalho, nos explica como correr de forma segura e eficaz. Ele nos preparou um “Manual do corredor”. Nele, você aprende e tira suas dúvidas sobre o assunto. 

 

 

Como correr? Todos podem correr? Essas são questões frequentes no consultório. Não existe uma única resposta para estas perguntas. O que costumo dizer é que, se você estiver bem preparado e orientado para a atividade, os riscos da corrida são diminuídos e os benefícios do exercício, aumentados. 

 

como correr
A corrida pode parecer uma atividade simples de ser praticada. Enrtretanto algumas dicas de como correr de forma segura nos ajudam a nos proteger de lesões e aumenta a eficácia do exercício. Foto: Shutterstock.

 

Ao longo dos últimos anos, a corrida tem se tornado um dos esportes mais populares pela facilidade de sua prática em parques, ruas, praias, esteiras ergométricas e até mesmo em trilhas. Mas, apesar da corrida ser uma atividade simples para a maioria das pessoas, existem alguns aspectos que devem ser observados para que ela seja uma atividade cada vez mais saudável e divertida.

 

Estabelecer treinos, metas, manter-se hidratado, consultar um profissional de saúde e de educação física, escolher o par de tênis adequado e estar atento como o corpo vai reagir ao exercício físico ( se há dor ou não), ter uma alimentação saudável são alguns conselhos para quem deseja correr.

 

como correr 5
Procurar um profissional de educação física é um dos primeiros passos para aqueles que se perguntam: “Como correr ? ” Foto: Shutterstock.

 

 

Antes de tudo, é necessário saber que um médico deve ser consultado antes da prática de qualquer exercício físico. Nesta consulta, alguns exames serão feitos e o profissional de saúde concluirá se você está apto à correr ou não. 

 

Manual: Como correr ? 

 

1. Procure um profissional da área de Educação Física para organizar e acompanhar seu treinamento;

 

2. Estabeleça seus objetivos e a melhor forma de alcançá-los;

 

3. Estabeleça uma rotina racional de treinamentos. Escolha o local, os dias e os horários mais apropriados à sua agenda para ter maior adesão ao programa;

 

4. Avaliação médica inicial (principalmente avaliação cardiorespiratória e riscos para morte súbita) e avaliação ortopédica para orientações e prevenção de lesões;

 

5. Avaliação física inicial (testes específicos de corrida com um educador físco);

 

6. Use roupas e tênis adequados;

 

7. Adote hábitos alimentares que favoreçam o treino;

 

8. A utilização de um monitor de frequência cardíaca para controlar a intensidade do exercício é muito eficaz e proporciona segurança para a atividade;

 

9. Registre suas sensações pós-treinamento para acompanhar a sua evolução;

 

10. Estabeleça metas parciais, como participações em provas de baixa dificuldade;

 

11. Reavalie o programa de treinamento com periodicamente.

 

Dr. Daniel Carvalho 

 

Médico da Comissão Atlética Brasileira de MMA e UFC Brasil, formado pela UFPR e especialista em Ortopedia e Traumatologia (RQE977). Com atuação nos esportes desde 2003, chefiou o Departamento Médico do Centro de Formação de Atletas Ninho da Gralha (Paraná Clube) entre os anos de 2007 e 2011, criou a Assessoria Médica Esportiva – Ortopedia do Esporte no intuito de atender e dar suporte a atletas recreacionais e profissionais de diversos esportes, nas áreas de ortopedia / traumatologia / medicina, ligadas ao esporte.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!