Guia da Corrida

Treino de corrida: o que você precisa saber antes de iniciar

Por Redação Doutíssima 21/04/2015

Se você é adepto do treino de corrida, saiba que, antes de tudo, é preciso de planejamento para garantir uma prática saudável e eficaz. Largamente difundida, a prática de exercícios físicos é um dos mais importantes caminhos para a qualidade de vida.

Um treino de corrida bem elaborado vai proporcionar a melhora no condicionamento cardiovascular, controle glicêmico para prevenção e controle do diabetes.

 

Também ajudará no controle do peso e no ganho de massa muscular, trabalhando a musculatura do corpo como um todo. Sem falar na melhora no sono e no humor.

treino de corrida

Prática da corrida para ser segura deve ter acompanhamento de um educador físico. Foto: iStock, Getty Images

Quem explica é a cardiologista e médica do esporte Silvana Vertematti, que atua no Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo (SP). Ela fala sobre os cuidados que devem ser tomados antes do treino de corrida e alerta para as consequências quando o planejamento é deixado de lado.

Planejamento do treino de corrida

Dentre as principais medidas a serem tomadas antes da prática da corrida, Silvana destaca a avaliação médica para identificar problemas clínicos e ortopédicos que, se não tratados, poderão trazer consequências que vão desde lesões ortopédicas incapacitantes até a morte súbita.

“A orientação do profissional de educação física também e muito importante para incrementar a intensidade de uma forma segura”, ressalta Silvana, que afirma ser possível começar o treino de corrida em qualquer idade, desde que haja a orientação adequada.

É o educador físico que vai orientar sobre as eventuais contraindicações para a prática da corrida como lesões ortopédicas, sobrepeso e obesidade que podem ocasionar lesões (a corrida pode ser um tratamento nesses casos). “Se realizada em intensidades inadequadas sem prevenção física, o efeito é totalmente adverso”, alerta Silvana.

Às vezes, acrescenta a cardiologista, é mais recomendável perder peso com exercícios em intensidade inferior e, após uma perda significativa, iniciar a corrida. Cardiopatias sem tratamento, fatores de risco cardiovascular como diabetes, pressão alta e colesterol alto no sangue não controlados, são sinal vermelho para a corrida sem orientação médica.

É preciso ainda dar atenção especial à escolha dos acessórios para a corrida. Roupas adequadas para facilitar a perda de calor, tênis de acordo com o tipo de pisada e um frequencímetro pode ajudar no acompanhamento do condicionamento cardiovascular. “Filtro solar e garrafa de líquidos para reidratação são indispensáveis”, comenta.

 

Uma das maiores expectativas de quem inicia um treino de corrida é saber em quanto tempo os resultados começarão a aparecer. Mas, na verdade, de acordo com a cardiologista, não há um tempo determinado.

Cada organismo, afirma Silvana, possui sua própria característica e vai responder de diferentes formas. “Os resultados são a melhora na tolerância ao esforço, perda de gordura e aumento na massa muscular, além da melhora dos marcadores metabólicos sanguíneos”, complementa a médica.

treino-de-corrida

Hidratação é fundamental para preservar a saúde durante a corrida. Foto: Shutterstock

Resultados e tempo do treino de corrida

Quem começa a correr pode querer praticar todos os dias, ansiando pelos resultados e também pelo prazer que a atividade proporciona. De acordo com Silvana, não há problemas em correr todos os dias.

“Como sempre, deve-se levar em conta as características pessoais de cada um. Às vezes, um intervalo para recuperação pode ser necessário, afinal, bons resultados podem depender de um período de descanso”, diz a médica, ao afirmar que o tempo ideal de corrida pode variar entre 40 minutos e uma hora.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros