Considerado um truque de beleza, o uso da vaselina ajuda a hidratar pele, lábios e unhas. O produto é, na verdade, um composto obtido do petróleo, sem cor ou cheiro. Sua ação lubrificante e hidratante faz com que seja um ingrediente presente em muitos produtos dermatológicos.

Conforme explica a médica Thaís Jerez, dermatologista da Clínica Jerez (SP), as propriedades hidratantes da vaselina representam sua maior vantagem em relação à manutenção da beleza da pele. “Ela impede a desidratação do local onde é aplicada”, esclarece a profissional. Por isso, pode ser uma alternativa em diferentes tratamentos.

vaselina-doutissima-istock-getty-images
Vaselina ajuda a tratar peles ressecadas, mas é preciso ter cuidados em relação ao uso. Foto: iStock, Getty Images

 

Saiba como usufruir da vaselina

A dermatologista lembra que dificilmente a vaselina será uma indicação médica em sua forma pura. “A combinação dela com outros ativos é que costuma ter lugar em uma prescrição”, diz. Nesse caso, sua utilização pode ser ampla em produtos para áreas de pele ressecadas.

Assim, a vaselina pode estar presente em cremes para as mãos e pele no geral, em cosméticos para os lábios ou até em produtos com fórmula destinada a tratar problemas de pele como psoríase e dermatite atópica (inflamação da pele). Também pode entrar como alternativa de tratamento para peles maduras.

O enfoque do uso de produtos com vaselina na composição deve ser sempre as regiões mais secas da pele. “Minha sugestão para quem for usar o composto é aplicar, preferencialmente, na região dos olhos. Ali a pele costuma ser mais seca e desidratada”, comenta Thaís.  

Cuidados com a vaselina

Apesar de proporcionar amplos benefícios à beleza feminina, a vaselina deve ser usada com cuidado. “O ideal é ter uma indicação médica antes de aplicar o produto”, destaca a dermatologista. Isso porque os resultados podem variar dependendo do caso. Em pacientes com pele oleosa, por exemplo, ela pode ocasionar acne grave.

 

Uma avaliação individual é indicada, também, pois em determinados casos há contraindicações. “Tudo depende do tipo de pele que estamos tratando. Por isso, existe a necessidade do acompanhamento de um dermatologista, que poderá fazer indicações mais precisas”, afirma ela.

É importante lembrar desses cuidados, também, antes de investir na vaselina para tratar marcas da idade. “O uso do produto se tornou ‘moda’ entre algumas celebridades, desde que a atriz Jennifer Aniston disse que usava a vaselina como tratamento antienvelhecimento”, conta a dermatologista.

 

Mas a especialista ressalta que a vaselina não é milagrosa. “Vale lembrar que ela não tem componentes capazes de prevenir e tratar o envelhecimento, nem é capaz de produzir novas fibras de colágeno”, revela Thaís.

Por isso, se o objetivo for tratar linhas, rugas de expressão ou o aspecto geral da pele, o melhor é consultar um médico e apostar em tratamentos antienvelhecimento específicos. Antes de usar o composto em qualquer tipo de alternativa caseira, converse com um médico e solicite uma orientação profissional.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA