A partir dos 45 anos, todos os homens devem fazer o exame de toque. Temido por alguns e motivo de piadinhas para outros, o teste é assunto sério. Ele é fundamental na prevenção contra o câncer de próstata, doença que mata mais de 13 mil brasileiros por ano segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Importância do exame de toque

O exame de toque retal é feito por médicos urologistas para sentir se a superfície da próstata está normal ou se há alguma alteração que possa indicar a presença de câncer. Esse tipo de teste é importante e deve ser aliado a outra avaliação que também determina a presença da doença: o PSA.

exame de toque shutterstock doutissima
Diagnóstico precoce do câncer de próstata é fundamental para reduzir os riscos de morte. Foto: Shutterstock

O exame menos invasivo, que verifica se os níveis da substância PSA estão normais, não é suficiente para determinar alguma alteração nas células. Em alguns casos esse teste tem resultado negativo para câncer mesmo em pacientes que desenvolvem a doença, por isso a importância do toque.

O procedimento do exame de toque é simples e rápido. Um médico especialista usa o dedo indicador revestido por luva para sentir a superfície da próstata, algo que dura cerca de 15 segundos. Tudo isso não causa nenhum tipo de dor, apenas um leve desconforto. A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que essa verificação seja feita a cada três anos, conforme os resultados da primeira vez.

Se houver a detecção de algo fora do comum deve ser feita uma biópsia. A confirmação do câncer de próstata, segundo tipo de tumor mais frequente em homens, só é comprovada com a análise do material.

exame de toque infográfico doutíssima

Conscientização para a prevenção

Assim como o câncer de mama apresenta sérios riscos para a saúde da mulher, o de próstata é igualmente preocupante para os homens. Tanto que o Ministério da Saúde promove campanhas de conscientização e atenção a essas doenças. Para elas, é o Outubro Rosa. Para eles, o Novembro Azul.

A próstata é uma glândula pequena que fica localizada abaixo da bexiga e logo a frente do reto, em uma posição favorável para o exame de toque. Por estar envolvida no sistema urinário, o câncer nessa região pode trazer sintomas que se refletem na hora de fazer xixi, como dores, ardência ou urgência.

Mas em muitos casos o câncer de próstata não gera qualquer tipo de sintoma, mesmo em estágio avançado. Por isso é tão importante o acompanhamento médico com exame de toque.

 

O diagnóstico precoce do câncer de próstata é fundamental para reduzir os riscos de morte pela doença. Esse tipo de tumor é muito mais frequente em homens acima dos 60 anos e tem maior incidência em negros e pessoas com casos na família.

 

O estágio da doença é determinante na decisão do curso de tratamento, que pode ser feito com quimioterapia, radioterapia, cirurgia para a remoção da próstata ou com medicamentos para controle hormonal.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!