Vitaminas

Conheça os sintomas e como tratar a deficiência de manganês

Por Redação Doutíssima 18/11/2015

minerais que são fundamentais para o corpo humano funcionar corretamente. Uma deficiência de manganês pode interferir tanto na criação de enzimas importantes quanto em certas reações enzimáticas necessárias para uma boa saúde. Por isso, é importante verificar quais são os níveis desse elemento no seu organismo.

deficiência em manganês shutterstock doutissima

Grãos como o arroz integral são sugestões de fonte de manganês para o organismo. Foto: Shutterstock

 

Manganês é um mineral essencial

O manganês é um mineral que desempenha um papel importante em numerosos processos biológicos no organismo. É preciso tê-lo em pequenas quantidades, mas ainda assim ele é vital para a vida. Está disponível em vários alimentos, mas de acordo com a University of Maryland Medical Center, estima-se que mais de 37% das pessoas não satisfazem a ingestão diária recomendada.

 

O corpo humano contém aproximadamente 15 a 20 mg de manganês, sendo encontrado principalmente em glândulas suprarrenais e pituitária, ossos, fígado, rim e pâncreas. Ele tem papel fundamental na ativação de enzimas necessárias para digestão e utilização de alimentos e nutrientes, reprodução e crescimento dos ossos.

 

Funciona ainda como um cofator para antioxidantes, sendo necessário para metabolizar hidratos de carbono, lipídios, aminoácidos e colesterol. Ele também é figura importante na absorção de cálcio, na regulação do açúcar no sangue, na saúde dos ossos, na cura de feridas e na função cerebral e adequada dos nervos.

 

deficiência de manganês 

Sintomas de deficiência de manganês

Alguns sintomas podem alertar uma deficiência em manganês. Entre eles estão dor nas articulações e ossos frágeis que se quebram facilmente, fadiga, apatia e sensação de estar constantemente cansado. Fique atento ainda a problemas na menstruação e dificuldade na cicatrização de feridas.

 

Nesse último caso isso acontece porque esse mineral tem papel importante na produção de colágeno. Por isso, a deficiência de manganês também é capaz de estar associada a outros problemas dermatológicos, como dermatite ou pele sem brilho.

 

A deficiência nesse mineral é capaz de resultar em problemas como tolerância à glicose e ao metabolismo da gordura, anormalidades esqueléticas, desmineralização óssea e malformações. Há casos também de atraso no crescimento, diminuição dos níveis séricos de colesterol, erupção cutânea e cálcio elevado no sangue.

 

Em certos casos esse déficit pode levar também a infertilidade, convulsões, fraquezas, náuseas ou vômitos, tonturas, perda de audição, anemia por deficiência de ferro, cabelos e unhas fracas, convulsões, cegueira ou paralisia em crianças. Por isso, fique sempre atento aos níveis desse mineral em seu corpo.

 

Caso queira evitar esse tipo de problema, há alguns alimentos ricos nesse mineral. Frutas como abacaxi, uvas, kiwi e legumes como beterraba, batata-doce, aipo, abóbora e cenoura são boas opções. Além disso, invista em nozes e sementes, bem como produtos de soja como tofu e tempeh.

 

Gemas de ovo, grãos integrais como arroz integral, aveia, farelo de passas, quinoa, cevada, e especiarias como canela, cravo e tomilho são excelentes alternativas. Os valores médios estimados de ingestão variam entre 2 a 5 mg.

É importante ainda estar atento com alimentos capazes de inibir a absorção mineral. São aqueles que contêm ácido fítico, como feijão, ou ácido oxálico, como o repolho. Não é preciso deixar de ingeri-los, mas uma boa dica é cozinhá-los bem para neutralizar esse efeito.

 

Além disso, às vezes a ingestão excessiva de outros minerais como fósforo, cálcio e ferro pode limitar a capacidade do corpo de reter o manganês – ou seja, dê preferência à dieta equilibrada.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros