Guia do Câncer > Saúde

Apoio da família é fundamental para pacientes com câncer

Por Redação Fortíssima 16/05/2016

O diagnóstico da doença vem acompanhado de medos e incertezas, seja por conta das perdas que já provocou, pelas alterações fisiológicas ou pelos tratamentos dolorosos que os pacientes com câncer são submetidos. Apesar disso, é possível amenizar os efeitos e ter qualidade de vida, principalmente com a presença e apoio dos familiares e amigos.

Por outro lado, o excesso de cuidados com os pacientes também não é saudável para o tratamento e recuperação. Ou seja, vale buscar o equilíbrio e respeitar o espaço do paciente, além de entender seu momento.

pacientes com câncer

Apoio psicológico dos familiares é fundamental para manter a qualidade de vida. Foto: iStock, Getty Images

Apoio familiar  e pacientes com câncer

Apesar dos efeitos devastadores que o diagnóstico da doença traz para a vida dos pacientes com câncer e das suas famílias, o apoio e o afeto durante o tratamento e a recuperação são um diferencial importante no processo.  

Christiane Couri, psico-oncologista da clínica Oncomed, indica que pequenas atitudes podem provocar grandes efeitos positivos. “Com um comportamento mais saudável em conjunto com o tratamento médico, estima-se uma maior qualidade de vida e, consequentemente, aumento de sobrevida e casos de cura”.          

A falta de amparo psicológico, principalmente em casos que há histórico familiar da doença e que não houve sucesso no tratamento, pode levar os pacientes com câncer a um quadro depressivoNesses casos, a especialista alerta que é ainda mais importante o diálogo e o incentivo dos familiares na procura por ajuda psicológica.

“Se o paciente apresentar resistência, os familiares e amigos devem ter uma conversa franca, mostrando a importância de se ter um lugar onde possa falar do seu sofrimento e onde receberá apoio”, completa Christiane.  

Além disso, o carinho e atenção das pessoas mais próximas já ajudam a enfrentar o momento. Amigos e familiares devem fazer o possível para ajudar a manter a qualidade de vida do paciente com câncer, possibilitando atividades que costumavam fazer antes da doença.

Outros cuidados que contribuem no tratamento

Além do apoio dos familiares, outro fator que ajuda na recuperação dos pacientes é a alimentação adequada. Apesar da perda de peso, falta de apetite e queda da imunidade, efeitos comuns durante o processo, a nutricionista oncológica Patrícia Arraes alerta que é importante insistir.

De acordo com Patrícia, ao se deparar com a perda de peso, muitas pessoas tomam atitudes radicais e acabam consumindo alimentos que podem atrapalhar o tratamento. Para evitar erros na dieta dos pacientes, alguns cuidados são essenciais.

A nutricionista aponta que a oferta de alimentos, principalmente de frutas, verduras e legumes, deve ser bem variada. Sem esquecer dos cuidados com a higienização dos alimentos, que precisam ser redobrados.

A ingestão de líquidos também deve ser aumentada, pois minimiza os efeitos colaterais de toxicidade gastrointestinal causados pela quimioterapia. Por parte de amigos e familiares, vale ainda outra lição: não exagerar nos cuidados e deixar o paciente desconfortável. Na dúvida, uma conversa franca com o médico pode ajudar.

E você, já conviveu com pacientes com câncer na família? Conte para a gente o que cos


Sites parceiros